Horror em Cena 4 em 1

Bom pessoal, para poder poupar tempo e postagem, aqui vai uma postagem 4 em 1 de alguns filmes de terror que vi ou revi recentemente. Espero que gostem das dicas!



Terror no Pântano 3: lançado agora em 2013; assim como nos 2 primeiros, esta terceira parte mantém uma qualidade B incrível! Impressionante que enquanto vários filmes de terror fracos chegam aos cinemas, no circuito independente e fora das telonas chegam alguns produtos divertidos. Este aqui é um exemplo. Elogiando o subgênero dos slasher, principalmente a saga Sexta-Feira 13, Terror no Pântano 3 traz muito humor negro, muita morte sangrenta, carnificina geral, rock na trilha sonora e muita correria. Os dois primeiros já foram revelações, mas este aqui supera os anteriores! Sem falar que o assassino monstrengo desta saga é ninguém menos do que Kane Hodder, o eterno Jason de Sexta-Feira 13. Neste terceiro capítulo, ele mais uma vez ressuscita, fazendo um estrago daqueles. O diferencial deste filme é que se passa em um pântano de Nova Orleans, com todo aquele clima de carnaval e vudu típico de lá. Outro detalhe incrível é a luta que o assassino tem com o ator Derek Mears. Acontece que Derek também é o Jason no remake de 2009 de Sexta-Feria 13. Ou seja, o antigo Jason versus o novo Jason. Poucos irão se dar conta de quanto isso é irônico e brilhante! 



Outra cena incrível é logo no início, quando a mocinha dos filmes anteriores chega na delegacia coberta de sangue e carregando um escalpo. O filme é assim, cheio de cenas tensas, mas muito bem produzidas e dirigidas. Se você gosta de ver um cara grande e deformado serrando pessoas ao meio e arrancando seus órgãos com a mão, não perca nenhum filme desta trilogia. Terror no Pântano 3 é terror slasher puro, fazendo jus à alguns clássicos dos anos 80!

NOTA: 9,5


Trailer: 









Jason versus Jason




O Último Trem: está aí um baita filme de 2008 que eu não tinha muito interesse de ver. O Último Trem é mais um filme baseados nos contos do ótimo Clive Barker. Suas horrendas estórias são sempre sombrias e macabras. Este filme aqui soa mais como um suspense, mas com forte violência estilizada. O elenco é bom e as cenas são sufocantes. Bradley Cooper dá um show como um fotógrafo que fica obcecado em desvendar o mistério que cerca um açougueiro e o expresso da madrugada. O resultado é um dos melhores filmes que vi por último! As cenas de mortes nos vagões no trem são explícitas e sem dó. Há uma cena de um olho caindo que faz sua cabeça revirar.





O final surpreende e a luta final é simplesmente eletrizante. É um filme estilizado, cheio de detalhes visuais e câmera lenta. O sangue jorra longe e você gruda os olho até a cena final. O encerramento é algo que eu já tinha achado que aconteceria, mas mesmo assim me surpreendeu devido à violência usada nas cenas finais. Gosto destes filmes que no final entregam algo "viajado" e surreal, porém muito macabro. O filme faz jus ao escritor Clive Barker e sua mente doentia.

NOTA: 9









Trailer:







Um Lobisomem Americano em Paris: este é um filme dos tempos de infância que fazia tempo que não via. Hoje, revendo ele digo que é um pouco bobo. Porém extremamente divertido! É quase uma comédia, não fosse as mortes. Os efeitos especiais estão bem ultrapassados, mas eram "tudo" na época de 1997. Ele segue a linha do clássico 'Um Lobisomem Americano em Londres', de 1981; só que dá uma atualizada pro final dos anos 90. As cenas dos pulos da Torre Eiffel ou da Estátua da Liberdade são exageradas, mas bem feitinhas. É um filme que pega o clichê e brinca com ele, dando um bom resultado. 1 hora e meia passam que você nem vê.

A atriz Julie Delpy é uma gracinha e os fantasmas que atormentam o rapaz quando ele começa a virar Lobisomem são hilários. Mas nada me fez rir tanto como quando a polícia faz sinal da cruz quando o amigo do protagonista sai da igreja amarrado em uma cruz. A cena é extremamente bizarra, no meio de toda aquela confusão envolvendo lobisomens, uma espécie de droga, fantasmas e etc. É um filme bobo, juvenil e quase infantil. Mas é muito bom e traz algumas boas transformações. Pode não assustar muito, mas seria uma das últimas vezes que veríamos no cinema um bom filme de lobisomens.

NOTA: 8









Trailer:






Tentáculos: desenterrei! Tenho uma certa história com este filme: este filme é de 1998 e não é tão conhecido. Me lembro que sempre quis ver mas por algum motivo nunca aluguei o VHS dele. Uma vez estava passando na Band, mas a imagem da TV estava horrível e chuviscando. Vi mas não recordei muita coisa (isto foi lá por 2005). Então sempre tive esta dívida de ver este filme. Este final de semana paguei a dívida! O filme é muito bom. Também é daqueles filmes de enredo "viajado" e impossíveis, mas divertidíssimo. Muito se falou dos efeitos especiais dele. Apesar dos tais tentáculos demorarem a aparecer, realmente são muito bem feitinhos! Um dos motivos de ter esta cisma é pelo fato do filme ser do Stephen Sommers, que mais tarde faria sucesso com A Múmia, O Retorno da Múmia, Van Helsing e G.I. JOE. Mestre em ação e efeitos especiais, os filmes do cara são desmiolados e megalomaníacos. Aqui ele faz uma produção de ação e terror, com boa quantidade de sangue e cadáveres dessecados. Destaque para Famke Janssen como a mocinha do filme.







O filme aparenta ser mais caro do que realmente foi, devido ao diretor usar os recursos da maneira correta. Confesso que tenho medo de algumas formas de vida que podem existir no fundo do mar (risos). O filme é entretenimento explosivo e pipoca do início ao fim. Embora o ambiente seja parecido, é bem melhor que 'Navio Fantasma'. Muito recomendado para quem quer desligar o cérebro dos problemas e se divertir numa segunda chata à noite.

NOTA: 8


Trailer:




  




O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...