O AMANTE DA RAINHA (EN KONGELIG AFFAERE, DIN, 2012)

(Crítica publicada por "Anjo Da Guarda", com seu nome original, no caderno de Cinema da Rede Bom Dia de jornalismo, edição de Itatiba, São Paulo)


“Soberbo e lancinante. História da realeza dinamarquesa deixa-nos admirados por dois motivos: pela suntuosidades da reconstrução de época e pela hipocrisia machista que dominou reinados.”


O trabalho é mesmo esplendoroso, o diretor Nikolaj Arcel conseguiu detalhadamente reconstruir uma época tão marcante da realeza dinamarquesa e também tão cruel, como na verdade todos os reinados tiveram. Por isso seu filme “O Amante da Rainha (En Kongelig Affaere, Din, 2012), disponível para locação e venda no país, foi merecidamente indicado ao Oscar 2013 como melhor filme estrangeiro, além de ter vencido 2 prêmios no festival de Berlin em 2012, melhor roteiro e melhor ator para Mads Mikkelsen. Alias o ator está mesmo “com tudo”, em 2012 foi vencedor no festival de Cannes da Palma de Ouro de melhor ator, pelo filme “A Caça”, numa interpretação estarrecedora.


A história de “O Amante da Rainha” conta o romance vivido por Caroline Mathilde, que saiu da Inglaterra para se casar com o rei Christian 7º na Dinamarca, em 1766 e que se apaixonou depois pelo médico do rei, o Dr. Struensee. Logo quando ela chegou percebeu o quanto seu marido era patético, um jovem taxado como “louco”, pois não valia nada. Aos poucos ela foi tornando-se desesperançosa, mas só o que tinha a fazer era aceitar a sua situação, depois ficou grávida e não se tinha mais o que fazer. O médico, considerado uma promessa para a época, adepto do iluminismo, foi requisitado para atender o rei que estaria doente e acabou se tornando amigo pessoal do mesmo. tudo num acaso, de maneira que não se desgrudariam mais. O mesmo seria responsável por influenciar o reinado, aos poucos lançando conselhos ao rei, visando sempre o bem dos pobres e o crescimento do reinado. Mas foi vítima da conspiração da corte, em despertar o ódio dos que o viam progredindo e de quando apenas a desconfiança de que fosse mesmo o amante de Caroline, o fizesse ser preso. Tudo é contado através de um roteiro muito bem escrito e muito bem dirigido. Sem sombra de dúvidas, um dos melhores filmes do ano.



NOTA: 10


Daniel Serafim Mais Cinema

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...