Suspense e Terror: Nurse 3D (2014, de Douglas Aarniokoski)








Com exclusividade, o Minha Visão do Cinema é um dos primeiros sites nacionais a postar a crítica deste filme independente. Acontece que o projeto de 'Nurse 3D' estava enrolado a pelo menos 2 anos. Com uma campanha de divulgação com alguns cartazes ousados e um ótimo primeiro trailer lançado a pouco tempo, criou-se certa expectativa com relação a este filme. Eu mesmo o aguardava e assim que tive a oportunidade conferi a produção. 'Nurse 3D' surge como um exploitation moderno, com forte teor de suspense sexy, cujo representantes anteriores temos Mulher Solteira Procura e o ótimo Instinto Selvagem (afinal, quem não lembra da fatal cruzada de pernas de Sharon Stone?). Além disso, o filme lembra algumas características "tarantinescas", até porque Quentin Tarantino é fiel fã do subgênero B do exploitation. Com toques de humor negro sem escrúpulos e sem medo de apelar em diversas cenas, Nurse 3D se apresenta como um divertido filme de horror.




O problema aqui é o roteiro fraco, que deixa de surpreender quando poderia. Ele pega como base os filmes e elementos que citei no parágrafo anterior, mas não vai além disso. Poderia ser muito melhor explorado, inclusive o terror poderia ser mais impressionante. Além disso, Douglas Aarniokoski não é um diretor muito talentoso, não conduzindo muito bem algumas cenas e inserindo elementos em 3D contra a câmera de maneira boba. Os efeitos especiais até que estão bons para um filme B independente, mas o efeito "contra a câmera" é clichê e forçado. Outro ponto negativo é alguns coadjuvantes bem sem graça, mal que a maioria dos filmes deste gênero sofre. Nestes quesitos 'Nurse' mostra-se menos do que realmente poderia ser. Está certo que a trama não tem nada de profundo, mas a premissa de uma enfermeira sexy, louca e assassina seria mais divertida se melhor roteirizada.

Problemas à parte, o filme ainda consegue ser uma boa sessão exploitation, com muito gore e choque gráfico. A atriz Paz de la Huerta consegue assustar com suas caretas loucas, passando desequilíbrio, além de seu visual fetichista. Lá pelo final ela dá um show de alucinações e frenesi, com um olhar de dar medo. A atriz possui uma beleza exótica e carrega o filme nas costas, já que a mocinha Katrina Bowden não é de todo ruim, apenas a típica "final girl" básica. A obsessão da enfermeira maníaca pela recém formada lembra bastante 'Mulher Solteira Procura', porém consegue ser um tanto mais ousado. Se por um lado algumas atitudes das personagens são idiotas ou falhas (por exemplo: porque ninguém das dezenas das pessoas no hospital impedem ou agarram Abby no massacre final?), de outro lado há um banho de tensão e sangue. Se por um lado o filme mantém um humor negro em certas partes, do outro a matança de pacientes no hospital é chocante.

Mesmo que mal roteirizado e com algumas cenas perdidas se relacionadas ao contexto geral do filme, o resultado final é positivo. Temos um filme pesado e eletrizante. A trilha sonora é afiada e com várias músicas pop, temos uma abertura retrô interessante, que é outra referência aos esquecidos exploitations setentistas e oitentistas. 'Nurse 3D' dificilmente irá interessar o público, é um filme para poucos e a maioria não entenderá do que se trata. Esta é uma excursão pelo mundo do cinema B assumido, com vários elementos fortes e específicos. O que soa como exagero na verdade é regra deste tipo de entretenimento. Diante de tantos filmes de assombração e found footage chatos e sem nada a mostrar, Nurse 3D pode ser uma boa pedida a quem procura um suspense descontraído, quente e alternativo.








Direção: Douglas Aarniokoski



Elenco: Paz de la Huerta, Katrina Bowden, Corbin Bleu, Judd Nelson, Boris Kodjoe, Niecy Nash, Kathleen Turner.


Sinopse: de manhã Abby Russell é uma enfermeira dedicada, alguém que você não hesitaria em confiar sua vida. Mas de noite, seu verdadeiro trabalho começa... usando sua sexualidade, ela atrai e engana homens para uma morte brutal expondo quem eles realmente são. Uma vida dupla dedicada a identificar e castigar homens desonestos. Mas, então, uma jovem enfermeira começa a suspeitar das ações de Abby e compromete os seus planos.



                                                       Trailer:






                                                                   Fotos e cartazes:

















                          Katrina Bowden:




                Paz de la Huerta:


Deixe seu comentário:


O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...