OS DOZE APÓSTOLOS PROFANOS DO MAJOR REISMAN

A guerra conjuga, essencialmente, os verbos matar, destruir, tomar, invadir, atacar, trucidar, conquistar e vencer. Então, quais os soldados mais indicados para os combates? Os pacatos cidadãos comuns, transformados em máquinas de aniquilação por força de exaustivos treinamentos e doutrinações? Convertidos, muitas vezes, em desajustados sociais em tempos de paz? Ou os mais recomendados seriam indivíduos já tarimbados em assassinatos ou em qualquer tipo de conduta antissocial? Se estes morrerem no front, será, para a visão cínica de Robert Aldrich, o menor dos males. Se sobreviverem, que sejam condecorados, transformados em heróis, adaptados aos rigores da vida militar! É de homens assim que as forças armadas necessitam, parece dizer o diretor de Os doze condenados, filme considerado leitura profana dos Evangelhos.



O comentário a seguir é dedicado às memórias do Cine Odeon (Viçosa/MG) e de seus funcionários, Francisco Cunha Amorim (Chico Borró) e Custódio de Souza Parreira. Eles adoravam Os doze condenados.











                                            Os doze condenados
                                                The dirty dozen





Filmado nos estúdios britânicos da Metro-Goldwyn-Mayer, Os doze condenados é o décimo-oitavo título da filmografia de Robert Aldrich e seu maior sucesso comercial. O generoso retorno nas bilheterias permitiu ao diretor incrementar a própria companhia produtora, a Aldrich and Associates. Infelizmente, o sonho de independência financeira e criativa, comum aos melhores realizadores do cinema americano, durou curtos cinco anos, de 1968 a 1973. Nesse período, a carreira de Aldrich entrou em declínio. A mão segura e o talento o abandonaram. Excetuando-se os bons A vingança de Ulzana (The Ulzana’s raid, 1972) e O imperador do norte (The emperor of the North, 1973), suas demais realizações no referido quinquênio são, na maioria, frustrantes: A lenda de Lylah Clare (The legend of Lylah Clare, 1968), Triângulo feminino (The killing of Sister George, 1969), Assim nascem os heróis (Too late the hero, 1970) e Resgate de uma vida (The Grissom gang, 1971) decepcionaram crítica e público.



Para continuar lendo, acesse:

http://cineugenio.blogspot.com/2013/01/os-doze-apostolos-profanos-do-major.html


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...