Critica: A Good Marriage (2014, Peter Askin)


Baseado em um livro de Stephen King, A Good Marriage traz uma boa trama, mas um mal desenvolvimento dela, com cenas cansativas. O filme não é ruim, apenas parado, fugindo um pouco do estilo do Stephen King (quem é fã do cara sabe do que eu estou falando). O filme se passa em uma cidade onde assassinatos estão ocorrendo nas redondezas, causados por um serial killer autodenominado Beadie. Além deste assassino esfaquear suas vitimas, ele as sufoca, morde e abusa delas sexualmente; e ainda deixa bilhetes para os policiais. Darcy, uma dona de casa casada já á 25 anos, descobre na garagem de sua casa evidencias de que seu marido Bob é este psicopata assassino. Mas ignora esse fato e continua sua vida normal. Isso me fez perguntar todo o filme: por que ela não liga para policia? Bem, na verdade ela não está ignorando o fato de seu marido ser um serial killer, ela está planejando uma vingança.




Mas você se pergunta: como pode alguém ser casada com uma pessoa a 25 e não suspeitar nem por um momento que ela é um assassino. Bob, tem dupla personalidade e nunca deixou seu lado problemático interferir em seu papel como marido, deixando bilhetes em remédios e chocolates para sua esposa, dizendo: você não precisa disso. Bem, não se pode negar que isto é um pouco estranho (e também uma técnica usada por Beadie). Mas sua esposa não desconfia nem por um momento? Meu palpite é que ela sabia, mas reprimia isso. E isso incomodava tanto ela, que perdia o sono durante a noite, tendo pesadelos.



AVISO: este último parágrafo contém spoiler dos últimos acontecimentos do filme.


O que eu achei interessante foi que na verdade ela estava simulando que nada havia mudado entre eles após ele ter confessado ser o Beadie. Sua vingança foi bem planeja. Darcy não queria que seus filhos soubessem que Bob era o famoso Beadie, então ela estava planejando matar ele e fazer parecer que foi uma morte acidental. Havia também uma pessoa que sabe da verdade e ficava rondando a casa do casal. E após Bob ter morrido, esse detetive visita Darcy indagando dela se seu marido era o assassino. Darcy finge não saber de nada e tenta mata-lo com algum tipo de veneno e depois no hospital ela vai até ele e conta a verdade. Por deixar ele viver, ela mostra ser diferente de seu marido. Acho que filme tinha um potencial que foi desperdiçado, o filme poderia oferecer mais, e isso me decepcionou.




Direção: Peter Askin


Elenco: Anthony LaPaglia; Joan Allen; Kristen Connolly; Stephen Lang; Brady Bryson.


Sinopse: Um dia, a dona de casa aproveita que seu esposo está fora de casa devido à uma viagem a trabalho, e vai até a garagem procurar baterias. Porém, em meio à diversas caixas antigas, Darcy acaba descobrindo um segredo que pode abalar todos os 25 anos de um bom casamento.




                                  Trailer:








Deixe seu comentário:

Cherry Bomb

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...