Filmes Antigos que Mais Gostei de Ter Assistido em 2014

Neste Top 10, farei uma lista dos melhores filmes antigos que vi esse ano de 2014. A lista possui uma grande variedade indo de musicais à ação. Coloquei-os na lista conforme a data de seu lançamento, indo do mais antigo ao mais recente. Escreverei apenas um pequeno comentário de cada filme. No final da lista colocarei alguns filmes que ficaram de fora do TOP 10 mas que também me divertiram.


          The Rocky Horror Picture Show, de 1975


Baseado numa peça de teatro, Rocky Horror foi banido em alguns países e exibido até hoje nos cinemas de outros. Seu tema principal é a liberdade sexual, por isso que foi um que filme chocou tanto as pessoas, ainda mais em 1975 (ano em que foi lançado). O filme não comete erros, as músicas foram bem escritas, as coreografias e também os cenários são bem feitos, lembrando muito uma peça teatral. O filme também usa um contraste muito bom entre as cores, tem uma boa maquiagem e figurino, além de uma história fantástica. As atuações no filme estão todas boas, mas Susan Sarandon e Tim Curry se destacaram com seus personagens. Na minha opinião este filme é um dos melhores musicais já feitos, ele é inteligente e divertido.

                       All That Jazz, de 1979




All That Jazz
é um musical baseado na vida de Bob Fosse, escritor, diretor e coreografo. Fosse não mostrou medo ao contar os detalhes de sua vida, ele revelou que era um mulherengo, viciado em pilulas e perfeccionista ao extremo. E esse modo confiante de como ele dirigiu o filme é um dos pontos mais fortes do filme. O filme mostra o cotidiano da vida de Joey que começa sempre do mesmo jeito, com a mesma música de fundo, e sempre acompanhado de suas pilulas, mostrando que ele está levando seu corpo de mau a pior a cada dia que passa. E esse é o tema principal: a morte, inclusive o personagem 'Joey' fala com a própria morte, interpretada por Jessica Lange (em seu segundo filme). Apesar do elenco não ser conhecido, com exceção de Roy Scheider e Jessica Lange, todos os atores agem com naturalidade em seus personagens e executam ótimas coreografias.

                     O Iluminado, de 1980



Não sei por que demorei tanto para ver esta verdadeira obra-prima do terror. Este foi o primeiro filme de Kubrick que eu vi e me apaixonei pela maneira como o diretor o fez. O filme mostra um suspense que gradativamente vai se tornando mais tenso. O diretor mostra este lado psicótico do personagem Jack aos poucos e na parte final do filme temos um Jack que de tão louco assusta qualquer um. Tem cenas que dão nos nervos, como por exemplo o garoto andando em círculos em um triciclo por uns 2 minutos, mas isso não torna o filme chato, pelo contrário, são essas cenas que tornaram esse filme um clássico. Ele não copia nada de outros filmes, é muito original. Jack Nicholson está ótimo em seu personagem assim também como o garoto. Tenho certeza que qualquer um que assistir esse filme terá uma experiência que irá se lembrar a vida toda.

                          Tootsie, de 1982



O filme parece uma sitcom estilo Seinfeld, mas com uma qualidade bem elevada. O que torna o filme mais do que uma simples comédia é a musica, as atuações e o Bill Murray sendo ele mesmo. Com certeza esse filme foi uma das melhores comedias já feitas, não só pelo fato de ser engraçado, mas por que é inteligente e temos a oportunidade de ver Dustin Hoffman como uma mulher chamada Dorothy. Sua atuação convence e muito, sua voz, seu jeito de andar tudo que Dustin Hoffman faz no filme foi muito bem ensaiado, se não soubéssemos que era ele desde o inicio, acharíamos que Dorothy era mesmo uma mulher. Tootsie foi indicado a 10 Oscars mas apenas a categoria de melhor atriz coadjuvante conseguiu levar uma estatueta , que ficou nas mãos de Jessica Lange.

                      Ruas de Fogo, de 1984


Assisti este filme quando era criança e acabei me esquecendo, mas um dia eu estava escutando um CD que tinha a música Nowhere Fast e eu instantaneamente me lembrei do filme. Na trama uma cantora famosa é sequestrada por uma gangue de motoqueiros no meio de seu show. Seu empresário e namorado contrata um homem para resgata-lá, só que este homem que ele contrata é seu ex-namorado. O figurino, a trilha sonora, a ação, tudo nesse filme é contagiante, só de pensar nesse filme já me dá vontade de assistir, ainda mais que o modo como foi filmado, fez com o filme parecer uma HQ. O mais interessante no filme é fato de não ter uma data especifica, tem pessoas que usam roupas dos anos 50 outras usam roupas dos 80, assim também a mesma coisa acontece com os carros. Nas atuações, quem se sobressaiu foi Willem Dafoe como o vilão. Filmes como esse são difíceis de se encontrar, é o tipo de filme que marca uma geração.

                      Sonâmbulos, de 1992



Além de ótimas atuações o filme possui uma originalidade excepcional. Sonâmbulos conta a história de uma mãe e filho que se transformam em umas criaturas parecidas com gatos. Apesar de suas semelhanças com os felinos, os arranhões e mordidas dos gatos podem matar eles. Estas criaturas se alimentam de jovens virgens para sobreviver. O filme é muito 'trash', com direito a uma pessoa sendo assassinada com uma espiga de milho. Não é uma obra prima do medo, mas também não é um filme fácil de se esquecer. A direção do filme não é muito boa e o filme tem uma qualidade bem inferior para os filmes da época, mas o roteiro salva ele de ser um lixo. A trilha sonora também ajuda a deixá-lo mais interessante, com a música Sleepwalk sendo a música tema do filme.

                    Tropas Estelares, de 1997



Tropas Estelares não é um filme para quem tem um estomago fraco. Ele contem cenas muitos fortes de pessoas sendo desmembradas e sangue para todo o lado, mas também é um filme que faz muita crítica às guerras. Apesar de eu ter um djavu quando vi esse filme, não me lembro de ter assistido antes, mas eu tenho o boneco do personagem Johnny. O filme é uma mistura de ficção cientifica, ação e romance. E mesmo sendo um filme sangrento, consegue manter o bom humor. As atuações no filme são imparciais. A direção de Paul Verhoeven, o roteiro e os efeitos especiais e sonoros o tornaram um filme a frente de seu tempo. O que mais gostei no filme foram os comerciais malucos e engraçados que aparecem na TV.

               Garota Interrompida, de 1999


Tem três fatores que mais me agradam nos filmes: clinicas psiquiátricas, cenário dos anos 60 ou 80 e terror, bem esse filme não tem terror mais me agradou muito. O filme aborda problemas psicológicos como transtorno de personalidade bipolar, sociopatia e depressão. O roteiro do filme foi muito bem escrito, também os diálogos são muito inteligentes. Mas o melhor do filme são as atuações. Os atores estão todos focados em seus personagens, principalmente as atrizes 'Angelina Jolie' que interpreta uma sociopata (atuação que lhe rendeu um Oscar me melhor atriz coadjuvante) e Brittany Murphy que é viciada em frango e laxantes. Mas o filme não mostra apenas problemas psicológicos, ele aborda também questões sociais.

                          As Horas, de 2002



"O tempo para se esconder acabou. O tempo para regressar já se foi. O tempo para viver é agora."

As Horas é um filme um pouco difícil de digerir. Ele mostra a vida de três mulheres em décadas diferentes todas com depressão. O principal tema abordado é justamente as horas, o filme mostra que elas estão apenas vivendo as horas que parecem não ter fim, sabendo que a única garantia que o futuro lhes reserva é a morte. O filme foi muito bem gravado e as cenas foram muito bem feitas, não foram feitos aqueles cortes repentinos de uma cena para outra, que costuma ser o erro de alguns filmes que todas as historias se conectam. Todas as três atrizes (Nicole Kidman, Juliane Moore e Meryl Streep); trabalham em sincronia nesse filme e o figurino delas consegue mostrar bem a época de cada uma.

   Uma Vida Sem Limites, (Beyond the Sea) de 2004



Kevin Spacey além de dirigir e escrever o filme, também atua no papel principal. Beyond the Sea conta a história de Bob Darin, um cantor e ator que morreu aos 37 anos de idade. Apesar de Spacey estar um pouco velho para o papel, ele consegue fazer uma boa performance e cantar muito bem, provavelmente até melhor que o próprio Bob Darin. O figurino e cenário do filme está ótimo, no estilo anos 60, como já mencionei antes, eu amo cenário dos anos 60 ou 80. A direção do filme está muito boa, principalmente nas cenas de danças, tem uns ângulos de câmera bem diversificados. Acho que Kevin Spacey se saiu muito bem em seu musical.


Outros: As Noivas de Drácula de 1960; Minha Mãe é uma Sereia de 1990; O Mestre das Ilusões de 1995; Dançando no Escuro de 2000; Medo de 1996 e Super de 2010 (mesmo não sendo tão antigo quando os outros merece entrar neste post).


Deixe seu comentário:

Cherry Bomb

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...