Oscar 2015: O Grande Hotel Budapeste (2014, de Wes Anderson, indicado a 9 Oscar, incluindo Melhor Filme)


Há algo de muito mágico nos filmes de Wes Anderson. Suas obras são originais, autorais e carregadas de um humor negro brilhante! A animação O Fantástico Senhor Raposo foi interessante, diferente e não tão infantil assim. Mas foi com o brilhante Moonrise Kingdom que passei a ser fã do cineasta. Mas eis que agora o diretor faz o seu trabalho mais inteligente e perfeccionista. O Grande Hotel Budapeste é um filme genuíno, extremamente original e diferente de tudo que você já viu! E merecidamente esta obra de arte foi reconhecida, concorrendo a 9 Oscar: Melhor Filme, Melhor Diretor para Wes Anderson, Melhor Roteiro Original, Melhor Trilha Sonora de Alexandre Desplat, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Montagem, Melhor Direção de Arte e Melhor Maquiagem e Penteado.

Destas categorias torço acaloradamente por três. Primeiro por Melhor Direção de Arte, pois a construção dos cenários, paisagens. ambientes e tudo o mais é incrível. Mesmo que na maior parte sejam cenários falsos, são ricos em detalhes e extremamente bem cuidado e bonitos. Nunca vi cenários caricatos tão mágicos como neste filme. A segunda categoria que deve ganhar é a de Melhor Fotografia, com cenários extremamente bem filmados e visualmente exuberantes e chamativos. O outro prêmio que torço demais também tem relação com o visual. Trata-se de Melhor Maquiagem e Penteado, pois estes detalhes deixaram as personagens excêntricas, únicas e incríveis. Já deu para perceber que o filme é verdadeiramente rico, visualmente falando.



A riqueza também toma conta do roteiro, original em cada diálogo e acontecimento. Há uma estranha maneira de apresentar as mortes, de maneira caricata, burlesca e surreal. Aliás, o surrealismo é um dos grandes trunfos do longa, que usa o absurdo de maneira hilária. Há metáforas e há uma moral na história, mas é o humor negro e os personagens estranhos que tornam o filme diferenciado. Wes Anderson nos blinda com uma obra-prima, bem realizada em cada quadro. O filme merecidamente figura entre os melhores de 2014. E foi um dos mais divertidos, mais genial do que a grande maioria das comédias lançadas em tempos recentes. Não é um filme que te ganha pela comédia "pastelona" (como em Todo Mundo em Pânico). Não, este é um filme de arte, mas feito de maneira descompromissada, onde o humor toma conta por parte da excentricidade de tudo o que acontece.

Outro deleite para os cinéfilos é o elenco do filme, com Ralph Fiennes em um papel friamente engraçado. Mas ainda temos Mathieu Amalric, Adrien Brody, Willem Dafoe (como um assassino bizarro), Jeff Goldblum, Jude Law, Bill Murray, Edward Norton, Saoirse Ronan, Tilda Swinton, Tom Wilkinson, Owen Wilson e Léa Seydoux. Que elenco! Possivelmente o melhor de 2014. O filme realmente é uma pérola e merece ser visto com a mente aberta. Infelizmente o cinema de Wes Anderson não é para todos. Mas para quem procura por um arte alternativa, este é o filme. Divirta-se com esta inacreditável história, personagens únicas e um apuro visual de encher os olhos. Uma cativante história agridoce. O Grande Hotel Budapeste chega ao Oscar como um dos melhores filmes lançados em muito tempo.



Direção:
Wes Anderson

Elenco: Ralph Fiennes, F. Murray Abraham, Mathieu Amalric, Adrien Brody, Willem Dafoe, Jeff Goldblum, Harvey Keitel, Jude Law, Bill Murray, Edward Norton, Saoirse Ronan, Jason Schwartzman, Tilda Swinton, Tom Wilkinson, Owen Wilson e Tony Revolori, Léa Seydoux.

Sinopse:
a história se passará no O Grande Hotel Budapeste, na Europa, e acompanha o concierge do famoso hotel ao longo do período de duas grandes guerras que assolaram o país, e sua amizade com um jovem empregado que se torna seu protegido. Ao longo do período vemos a batalha por uma fortuna de família, o roubo e a recuperação de uma pintura renascentista inestimável e súbitas mudanças que atingiram a Europa durante a primeira metade do século 20.

Trailer:



O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...