Crítica: Os Pinguins de Madagascar (2014, de Eric Darnell e Simon J. Smith)


Após o sucesso da trilogia Madagascar, os famosos pinguins da saga ganharam sua série de animação televisiva, também com sucesso. Não demoraria muito para ser dado o anúncio de um filme próprio deles. E este filme de fato ocorreu, lançado lá fora em Dezembro de 2014 por e aqui durante o verão, fez menos sucesso que os anteriores, o que é uma pena. As maluquices da turma de Madagascar estão de volta, agora com os hilários pinguins envolvidos numa trama de ação, com direito a sequências ao redor do mundo, uma equipe secreta tática e um super vilão. Inteligentemente, mesmo que ousando pouco, o filme serve como uma sátira e homenagem aos filmes de espionagem, ao melhor estilo 007 e Missão Impossível.

É verdade que o roteiro não é dos mais originais, não fazendo muito diferente da trilogia original. Porém, o senso de diversão continua o mesmo, assim como a moral da importância da família e dos amigos. Um ponto interessante é que a dupla de diretores Eric Darnell e Simon J. Smith fazem um trabalho correto, inovando pouco mas mantendo o ritmo. Inclusive em alguns poucos momentos temos "ângulos de câmera" e direção inspirados, como na ótima sequência de perseguição em Veneza (lembrando muito um dos Indiana Jones e os já citados 007).



O humor segue aguçado. Aqui, o Recruta ganha um destaque especial, como o herói da trama. A sua jornada é mostrar que é mais do que apenas "fofo". Outro acerto foi a equipe secreta, com personagens coadjuvantes interessantes e que até mesmo lembram os G.I. Joe. Quando o misto de piadas com ação toma conta, nos sentimos em casa e gostamos das maluquices que já estamos acostumados. O filme é diversão certa para a criançada, mas muitos adultos também se divertirão.

As características técnicas estão ótimas. O estúdio DreamWorks não deve nada para a Disney no quesito visual, com perfeição nos gráficos e movimentos de pêlos, texturas e elementos naturais como água. A trilha sonora também contribui para a diversão, em alguns momentos mais uma vez fazendo alusão à filmes de espionagem. Os Pinguins de Madagascar pode não ser muito original ou ter muito frescor. Mas a diversão é garantida. Uma animação bem conduzida, que dificilmente te deixará no tédio. Recomendado.


Direção: Eric Darnell e Simon J. Smith

Elenco: vozes originais de Benedict Cumberbatch, Ben Stiller, David Schwimmer, John Malkovich, Jada Pinkett Smith, Chris Rock, John DiMaggio, Cedric the Entertainer, Nicole Sullivan, Andy Richter, Chris Miller.

Sinopse: Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, a elite do pinguins espiões, são capturados em uma missão que tinha como objetivo presentear o integrante mais novo da tropa (Recruta) em seu aniversário. Eles caem nas garras do temido Dr. Otavius Brine, que se sentiu prejudicado pelo quarteto em um passado remoto. Agora, eles vão ter que impedir o maléfico plano do vilão de se vingar dos pinguins do mundo todo e, para isso, terão que juntar forças com uma especializada agência de espiões, a Vento do Norte, liderada pelo Agente Secreto. Enquanto isso, Recruta tenta provar seu valor como agente especial do time de pinguins.

Trailer:


O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...