Crítica: Amanhecer Violento (1984)


Conhecer o cinema dos anos 80 é uma coisa incrível. Primeiro para descobrir quem são os “atores-mirins” que hoje são mega-celebridades e também para saber o que aconteceu com aquela determinada pessoa que você tanto gostava nos anos 80, como Ralph Macchio o Daniel San de Karate Kid.

O Segundo ponto pela violência que era muito mais desenfreada e livre do que os dias de hoje. Visto pelo próprio “amanhecer violento" onde adolescentes fumam, bebem e matam a sangue frio seus inimigos. Se não fosse pelo contexto que o filme passa, claro que isso séria um absurdo, mas a historia nós convence que a matança é necessária.

O filme é dirigido por John Milius que também escreve o roteiro. Ele é mais conhecido por dirigir Conan, O Bárbaro (1982), Magnun 44 e assinar o roteiro de Apocalipse Now junto com Francis Ford Coppola.



A historia se passa no meio oeste americano, onde uma tranqüila cidade vive em paz em um mundo onde não existe mais a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) que defenderia os Estados Unidos e outros países contra um ataque soviético, lembrando que nos anos 80 ainda rolava a guerra fria. O que o filme propõe é que com a queda da OTAN e o avanço de tropas cubanas e soviéticas pela América. Os E.U.A são finalmente invadidos e são divididos entre a zona livre e a zona de guerra. Alguns estudantes formados por Robert (C. Thomas Howell), Matt (Charlie Sheen), Darly (Darren Dalton), Toni (Jennifer Grey) e liderados pelo irmão de Matt, temos Jed (Patrick Swayze) eles conseguem fugir e se abrigam em uma montanha,alguns meses se passam e decidem voltar para a cidade para ver o que está acontecendo,descobrimos que as tropas inimigas ainda estão na cidade e ela foi dividida em duas; Uma para os cidadãos que não apresentam perigo e aceitam a “ditadura” dos soviéticos e dos cubanos, uma outra parte da cidade foi enviada a prisões para levarem “lavagens cerebrais”. Em um ato de fúria eles decidem reagir ao ataque, e assim se forma os “Wolverines” que é o mascote da escola.


Eles conseguem salvar algumas pessoas e enfrentar superiores, mas o grande problema do filme são que os personagens são muito mal explorados, você não consegue conhecer eles direito para pegar alguma empatia, o filme logo que começa já temos a invasão e depois a guerra. E nisso você não sente algum peso pelo personagem, você não consegue carregar algum carisma, descobrir alguma peculiaridade dele.

O que volto a falar sobre filme dos anos 80 é de como eles são fortes. Uma das melhores atuações do filme fica com Patrick Swayze,em uma cena em que os garotos ficam encurralados e eles conseguem dar a volta por cima,usando desde munição a arco e flecha. Jed (Swayze) consegue acertar um soldado, mas ele corre para o carro para avisar sobre o ataque, logo é interrompido por Swayze que mesmo em uma cena que não tem nenhum dialogo você consegue sentir mais emoção do que qualquer coisa que o filme diga. Jed aponta a arma para o soldado e o seu capacete cai e isso revela que o soldado é apenas um garoto, um pouco mais velho que seu irmão, mas ainda sim um garoto. A expressão do soldado ao olhar para Jed é de cortar o coração, vemos pela feição dele a sua vida passar diante dos olhos e finalmente percebemos que o garoto simplesmente se entrega para Jed para ele o mata-lo.



Amanhecer Violento oscila entre uma ideia brilhante ou a melhor ideia idiota que alguém já se teve, digo isso por que mesmo com um elenco brilhante a direção peca às vezes, como no continuísmo, a entrada de atores que não se tem necessidade na trama e o roteiro que poderia ser muito mais explorado.

Por via de curiosidade houve um remake que estreou ano passado, e invés de cubanos e soviéticos, os inimigos são os “norte-coreanos”. É esperar para ver,mas independente disso como eu disse os filmes dos anos 80 exploram algo que filmes mais “politicamente correto” nunca explorariam,confiram o original e julguem o que eu digo. Para ficar mais fácil de 1984 temos Patrick Swayze e nesse novo temos Chris Hemsworth que apesar de carismático não tem talento.



Direção: Amanhecer Violento

Titulo Original: Red Dawn

Ano/Pais: 1984, E.U.A

Elenco: Patrick Swayze, Charlie Sheen, Jennifer Grey, C. Thomas Howell, Lea Thompson


Trailer:
                                 

João Trettel

Gosto de cinema desde criança. Passei a infância com os filmes da “Sessão da Tarde” e do “Cinema em Casa”. E também assistia o extinto “Cine-Trash”, quando conseguia escapar da minha mãe. Desenvolvi o gosto por vários filmes aos longos dos anos, amo filmes clássicos de todos os gêneros. Comecei a estudar cinema na faculdade e a desenvolver um gosto pela crítica cinematográfica. Hoje estudo história e sonho ser professor de história do cinema, assim unindo duas paixões minhas. Amo quadrinhos, livros e discos, no qual coleciono vários. Acredito que o cinema deva ser acessível a todos e também mais estudado.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...