SNACK #37: Ted 2 (2015, de Seth MacFarlane)



Nem sempre a piada tem a mesma graça. O primeiro Ted foi um gigantesco sucesso em 2012, ficando entre as 10 maiores bilheterias daquele ano e uma das maiores bilheterias em comédia da história. O mesmo não dá para dizer desta continuação, que não agradou muito, passando quase despercebida pelos cinemas e pouco chamando a atenção da crítica. Não que o filme seja ruim, mas os críticos realmente não gostam de piadas repetidas. Foi assim com Se Beber Não Case!, onde só o primeiro foi elogiado. Aqui em Ted 2 as piadas continuam do mesmo nível do primeiro, misturando grosserias, cenas descerebradas e algumas nerdices nostálgicas.





O ursinho Ted é um personagem carismático, mesmo que totalmente e politicamente incorreto o tempo todo. As burrices dele e seu amigo (Mark Wahlberg) são de níveis cavalares, gerando cenas engraçadas e diálogos sem sentido algum. A atriz Amanda Seyfried parece entrar na brincadeira, pois também parece engraçada. Temos uma hilária participação de Liam Neeson, no melhor estilo de Busca Implacável e demais filmes de ação que o astro vem fazendo. As referências nerds continuam ali, com 'Flash Gordon' e até mesmo uma épica briga de cosplays na Comic-Con.


Talvez o roteiro tenha falhado em inovar, embora a repetição do que aconteceu no primeiro não seja tão ruim assim. As críticas sociais sobre o estilo de vida americano, o padrão das famílias, drogas, tribunal de justiça e outras coisas do cotidiano ainda são válidas, sendo um dos maiores pontos da carreira de Seth MacFarlane (que faz a voz do urso e é o criador e diretor dos filmes). No final das contas, Ted 2 não é mais engraçado que o original simplesmente por não ser o original. Mas a química do ursinho e do elenco entrosado vale a conferida. Um filme para rir sem compromisso e entrar na grande palhaçada. Irreverente como o humor deve ser.


NOTA:



Direção: Seth MacFarlane

Elenco: Mark Wahlberg, Amanda Seyfried, Liam Neeson, Seth MacFarlane, Patrick Warburton, Laura Vandervoort.

Sinopse: Quando os problemas matrimoniais começam a afetar os recém-casados, Ted e Tami-Lynn decidem ter um bebê, para salvar o casamento. Mas eles vêem suas esperanças ruírem quando o Governo de Massachusetts declara que Ted não é uma pessoa, desse modo, inelegível para adotar. Ele é despedido de seu emprego no supermercado e categoricamente informado de que seu casamento foi anulado.


Trailer: 


O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...