Crítica: Canibais (The Green Inferno, 2015, de Eli Roth)



Diante do mercado atual de filmes de terror de exorcismos, casas mal assombradas, found footage e refilmagens, eis que surge uma película inusitada e canastrona, com uma temática um tanto diferente do que os espectadores atuais estão acostumados. O novo trabalho do diretor Eli Roth (O Albergue) mexe com seus personagens da maneira mais real e surpreendente dos últimos tempos.  



Um grupo de jovens como de costume, arruma um motivo para vasculhar a mata verde no Peru, uma equipe de profissionais misturados a calouros com uma tarefa aparentemente fácil, mas arriscada demais quando a vida dos integrantes passam a serem ameaçadas . Os mocinhos precisam entrar na floresta com o objetivo de realizar um protesto contra o desmatamento do local, no entanto acabam se "esbarrando" com um grupo de pessoas com natureza diferente resultando num conflito podendo resultar em mortes.


A trama gira em torno da sobrevivência da equipe ativista contra os moradores e donos da floresta verde. Partindo desse ponto Eli Roth consegue exprimir suas ideias para assustar o espectador visualmente, deixando-o enjoado na poltrona, com cenas extremamente radicais e sangrentas. Quanto mais sangue, tripas, vômitos, mãos e pés decepados, melhor será o filme.  O longa lembra outro do gênero, o  filme Cannibal Holocauste, mas dessa vez gira em torno de personagens da atualidade com suas tecnologias. 




Partindo para o resultado final, a sensação que o filme deixa no espectador é de tarefa concluída com êxito.  O que prometeu,  cumpriu.  Poderia ser melhor? Poderia.  O que faltou nesse,  foi uma boa atuação de parte do elenco,  que parecem amadores demais,  como também os integrantes da floresta,  faltou uma direção maior para eles,  pois quase sempre percebia que esses olhavam para a câmera propositalmente,  perdendo a realidade que um filme deve passar para o espectador.  
O final ainda vem com uma cena forçada de um personagem com um animal selvagem,  que nada diz com o roteiro da trama,  então se não faz parte da história poderia ter sido excluída facilmente sem perder elementos importantes,  ou então ser filmada de outra forma. Parecia um filme de comédia,  em que um personagem se depara com um leão, ou qualquer animal selvagem e saia desa emboscada de forma forçada e fraca.  

Nota: 7,0

Dirigido por:Eli Roth

Elenco: Dary Sabara,  kirby Bliss Blanton,  Lorenza Izzo,  Sky Ferreira,  Aaron Burns,  Ariek Levy,  Bruno Pacomio ,  Carolina Chacon,  Matias Lopez,  Nicolas Martines. 

Sinopse: Estudantes ativistas de Nova York viajam para as remotas florestas do Peru com o objetivo de fazer um protesto que visa impedir a derrubada de árvores nativas da selva sul-americana, mas em vez disso acabam encontrando uma tribo de canibais quando seu avião cai no meio da floresta.

Trailer:













Carlos Antonio

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...