Crítica: Perdido em Marte (2015, Ridley Scott)




Perdido em Marte foi uma das grandes surpresas cinematográficas de 2015, não por ter apresentado um desfecho inesperado, pelo contrário, na verdade ele traz um enredo bem simples que te leva a acreditar em um final otimista. O que o torna especial é o fato de que foram lançadas muitas ficções científicas nesse âmbito ‘aventura astronauta’ nos últimos anos, - dentre elas muitos fracassos em minha opinião -, mas nenhuma que tratasse de uma situação tão desesperadora com tanto bom humor. 
Definitivamente, não é atoa que neste ano recebeu prêmios como Globo de Ouro: Melhor Filme Cômico ou Musical, People's Choice Award: Melhor Filme de Drama e ainda rendeu Globo de Ouro : Melhor Ator em Comédia ou Musical para Matt Damon.





O filme é baseado no best-seller The Martian de Andy Weir, foi dirigido por Ridley Scott, o responsável pela direção de sucessos como: Alien – O oitavo Passageiro (1979), Gladiador (2000) e Prometheus (2012). Além do belo trabalho da direção de Scott que surpreendeu com um tipo de abordagem descontraída que adotou, o filme conta com uma ótima escolha de elenco, com atores coadjuvantes como Jeff Daniels, Jessica Chastain e Sebastian Stan que da vida a ninguém menos que o 'Soldado Invernal' no universo Marvel.





     Matt Damon simplesmente da um show de simpatia ao dar vida a Mark Watley, o azarado astronauta que sem querer é abandonado pela sua tripulação em Marte durante uma devastadora tempestade. Watley é um personagem extremamente rico em emoções, pois tentando não enlouquecer, como a maioria de nós faria, ele utiliza do sarcasmo e da arte da zoeira para manter sua sanidade. Mesmo assim em alguns momentos sua fortaleza desaba e diante do vínculo que inevitavelmente criamos com ele, partilhamos profundamente de sua dor.






Com poucos suprimentos e sem nenhum contato externo, o astronauta botânico, utiliza sua engenhosidade e sagacidade ao extremo para sobreviver e conseguir contatar a NASA de que ele não está morto como todos acreditavam. Quando suas ‘atividades marcianas’ são finalmente notadas por imagens de satélite na Terra, é dada a largada a diversos projetos para mandarem suprimentos e trazerem-no de volta, o que é bem mais complicado do que parece.





Trabalhando incessantemente para salvar a vida de Mark, temos dentro de uma equipe Vincent Kapoor (Chiwetel Ejiofor), que foi o primeiro a fazer contato com ele utilizando uma espécie de “Wall-E” que tinha sido deixado nas terras vermelhas e o qual ‘o pirata marciano’ teve a brilhante ideia de encontrar.






Diante de diversos improvisos geniais de Mark, de toda a equipe da NASA e sua tripulação e de um sentimento mútuo de esperança de toda a humanidade, um resgate impossível torna-se uma vívida história de coragem e persistência. Com certeza um grande candidato a tornar-se clássico da nossa geração.






E se você ainda não assistiu ao filme, aviso:
Esse filme vai te fazer sorrir, roer as unhas, despertar seu interesse por física, química e botânica e por último e não menos importante: vai fazer você mentir que “foi apenas um cisco no seu olho”.


NOTA: 9




Elenco:
· Matt Damon como Mark Watney
· Jessica Chastain como Melissa Lewis
· Michael Peña como major Rick Martinez
· Kristen Wiig como Annie Monstrose
· Jeff Daniels como Teddy Sanders
· Naomi Scott como Ryoko
· Donald Glover como Rich Purnell
· Kate Mara como Beth Johanssen
· Aksel Hennie como Alex Vogel
· Sean Bean como Mitch Henderson
· Chiwetel Ejiofor como Vincent Kapoor
· Sebastian Stan como Dr. Chris Beck
· Mackenzie Davis como Mindy Park
· Lili Bordan como Blair
·Nick Mohammed como Tim Grimmes

Direção: Ridley Scott

Roteiro: Adaptado por Drew Goddard.

Sinopse: Durante uma missão a Marte, o astronauta Mark Watney (Matt Damon) é dado como morto após uma forte tempestade e deixado para trás por sua tripulação. Watney sobrevive, porém sozinho e com recursos limitados em um planeta hostil. O astronauta então deve contar com sua criatividade, engenho e espírito para sobreviver e encontrar a maneira de sinalizar à Terra. A milhões de quilômetros de distância, a NASA e uma equipe de cientistas internacionais trabalham incansavelmente para garantir o retorno de Watney enquanto seus colegas de tripulação traçam uma ousada missão de resgate.


Trailer:









 

Deixe seu comentário: 



Nicole Sarmento

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...