Crítica: Sexo Sem Compromisso (2011, Ivan Reitman)


Uma comédia romântica, cheia dos clichês como todos estão acostumados. Mas, 'Sexo Sem Compromisso' que trás Natalie Portman como Emma e Ashton Kutcher como Adam, tem algo especial, do tipo que nos cativa, que faz querer assistir o filme inúmeras vezes. Trás uma história de uma jovem médica, que nunca viveu um relacionamento sério, por querer fugir da parte chata dele e evitar o temido sofrimento causado pelo amor. Já Adam, jovem assistente de produção e aspirante a roteirista é o oposto de Emma, faz o tipo que se arrisca e não tem medo de se desafiar com relacionamentos.  É um verdadeiro clássico das comédias românticas, e diante dessas divergências os dois decidem se relacionar, mas de uma forma casual.  


O filme todo é dividido em momentos fofos, quentes, altos e baixos, divertidos, o que torna tão bom. Tudo isso, caracteriza bastante os tais dos clichês no filme, o tema central dele, que é se relacionar casualmente sem se envolver sentimentalmente, o que na pratica sabemos que as chances disso dar certo são mínimas, a personagem principal frustrada com os assuntos do coração, mas que finge ser indiferente a ele e o rapaz carente que já sofreu desilusões amorosas, mas esta disposto a viver um romance com Emma. Mas, o filme tem muitos acertos como a formação dos personagens, tanto os protagonistas como o elenco dos coadjuvantes, por exemplo, os amigos mais que divertidos com quem Emma divide apartamento. E do outro lado tem o pai de Adam, ¨Grande Scot¨, com quem não tem uma relação fácil e tem seus amigos também, completando o elenco e a diversão do filme.  

Entretanto, a cereja do bolo do filme está mesmo na química dos atores, Ashton, com aquele jeito de quem não quer nada, mas faz tudo e Natalie com um jeito sexy e doce ao mesmo tempo, o que faz a parceria dos dois dar super certo. Direção de Ivan Reitman apostou certo com personalidades distintas que se encontram em momentos tão repletos de paixão. O roteiro não fica atrás, englobando tudo isso, de uma forma tão agradável de se acompanhar, com as sequências de diversos encontros casuais e depois dos desencontros e por fim de uma possível união. O filme possui uma trilha sonora divertida e atual, tornando o seu desenrolar ainda mais divertido. Quanto as atuações, os personagens caíram como luva para os atores intérpretes, com certeza, o que torna o filme ainda mais agradável.



Nota: 8

Direção: Ivan Reitman

Elenco: Natalie Portman, Ashton Kutcher, Kevin Kline, Greta Gerwig, Lake Bell, Olivia Thirlby, Cary Elwis, Ludacris.

Sinopse: Adam (Ashton Kutcher) ainda sente o fato de ter sido chutado por Vanessa (Ophelia Lovibond), sua namorada por oito meses. Para piorar a situação, descobre que ela é a nova namorada de seu pai, Alvin (Kevin Kline), um astro da TV. Desejando esquecê-la e seguir em frente, ele fica bêbado e, em seguida, liga para todas as mulheres que tem no celular, no intuito de encontrar companhia. Quem responde o apelo é Emma (Natalie Portman), uma jovem médica com quem encontrou algumas vezes, anos atrás. Adam vai à casa dela e eles acabam transando. Como Emma não deseja ter um relacionamento sério, já que teme sofrer, propõe a Adam que se encontrem tendo o sexo como único objetivo. Ele topa mas, com o tempo, novos sentimentos florescem entre eles.

Trailler


Deixe seu comentário!

Ana Paula Araújo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...