Crítica 2: Capitão América: Guerra Civil (2016, Anthony Russo e Joe Russo)



AVISO: CONTÉM ALGUNS SPOILERS!

Quem pensa que a Marvel continua fazendo filmes de super-herói a toa se engana. O terceiro filme da franquia Capitão América chegou aos cinemas semana passada quebrando recordes de bilheteria! É espetacular, puro entretenimento divertido!



A história começa de maneira ótima, com ação ininterrupta e cenas de perseguição e heroísmo. Como todos os outros, há sempre aquele momento que as falas invadem a tela, com diálogos que deixam o longa um pouco parado, mas nada que dure muito.


Os efeitos especiais são um show à parte! O clima de aventura toma conta do primeiro ao último minuto, e o espectador se envolve com a trama (coisa que no 1º filme foi difícil de acontecer). Muitos acham que existe certa confusão em lançar vários filmes da Marvel durante o ano, ao longo dos anos, mas o que não sabem é que Hollywood tem essa estratégia, de que quanto mais transformarem HQs em Live-actions, mais eles lucram, embora o público acabe sempre apontando defeitos, ou cenas que não existem nos gibis e nos livros... normal.


As atuações fizeram jus ao sucesso que ele está sendo. Temos Steve Rogers, interpretado por Chris Evans, ator eficiente, que faz o Capitão América ser o patriota perfeito!


Natasha Romanoff, interpretada pela talentosa Scarlett Johansson, segue como a Viúva Negra, merecendo palmas por seu desempenho de atriz coadjuvante.


Robert Downey Jr, rouba a cena como Homem de Ferro, personagem que ao aparecer na maioria dos filmes anteriores, é de suma importância para o desenvolvimento e compreensão. Alguns podem de primeira ficar com raiva dele (o subtítulo é prova disso: "De que lado você está?". Os demais tem suas performances fantásticas, e o desfecho deixa aquele gostinho de "quero mais".


A aparição do Homem-Aranha chega a ser cômica! O novato Tom Holland, de 'O Impossível, mostra ter o talento mirim, e um grande futuro pela frente, como parte dos Vingadores. May Parker, Marisa Tomei, de 'Empire, mesmo aparecendo pouco, faz uma tirada engraçada como May Parker na metade do filme.



No geral, 'Capitão América: Guerra Civil' vale a pena cada centavo do ingresso, mesmo que os valores tem aumentado a cada ano, pois nos entrega ação, aventura, ficção e uma pitada de comédia. Recomendo até mesmo pra quem não for fã, sem opção para ver nos fins de semana. Com certeza curtirá!


Nota: 10

(OBS.: Há 2 cenas pós-créditos! Fiquem até o fim.)

Direção: Anthony Russo, Joe Russo;

Elenco:
Anthony Mackie como Sam Wilson, o Falcão;
Sebastian Stan como Buck, o Soldado Invernal;
Don Cheadle, como James Rhodes, o Máquina de Combate;
Paul Bettany, como Visão;
Elizabeth Olsen, como a Feiticeira Escarlate;
Chadwick Boseman, como T'Challa, o Pantera Negra;
Tom Holland, como Peter Parker, o Homem-Aranha;
Paul Rudd, como Scott Lang, o Homem-Formiga;
Emily VanCamp, como Sharon Carter;
Daniel Brühl, como o vilão Zemo;
Frank Grillo, como Brock Rumlow, o vilão Ossos Cruzados;
Marisa Tomei, como May Parker;
Julianna Guill, como a Assistente de Tony Stark;
Stan Lee, como o Entregador do FedEx;
Martin Freeman, como Everett K. Ross;

Sinopse: Steve Rogers é o atual líder dos Vingadores, super-grupo de heróis formado por Viúva Negra, Feiticeira Escarlate, Visão, Falcão e Máquina de Combate. O ataque de Ultron fez com que os políticos buscassem algum meio de controlar os super-heróis, já que seus atos afetam toda a humanidade. Tal decisão coloca o Capitão América em rota de colisão com Tony Stark (Robert Downey Jr.), o Homem de Ferro, em carne e osso.


Trailer:
Mais algumas imagens do filme:







Deixe seu comentário!








Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...