Crítica 2: O Caçador e a Rainha do Gelo (2016, de Cedric Nicolas-Troyan)



'Branca de Neve e o Caçador' foi um sucesso em 2012. Me lembro de assistir na época do lançamento e até gostar, apesar de algumas falhas. Como preparação para o segundo filme, revi o primeiro e confesso que a nota caiu um pouco. Considero um filme mediano, com ótimos efeitos especiais e algumas cenas de ação e uso da câmera lenta interessantes. Charlize Theron como a bruxa é a melhor coisa, com uma atuação forte, ela é melhor que o próprio filme.  Porém o roteiro é falho e Kristen Stewart é simplesmente péssima. A pior ficção ou conto de fadas que Hollywood poderia contar é dizer que Kristen é mais bela que Charlize Theron, piada né? A situação ficou ainda pior quando ocorreu toda aquela polêmica dela ter traído o Robert Pattinson com o diretor do primeiro filme. O estúdio Universal então resolveu seguir adiante demitindo o diretor e a atriz e trazendo um novo fôlego. O resultado?


Sinceramente, melhor que o primeiro. Claro que é o típico filme pipoca para se ver sem compromisso e desligar o cérebro, cheio de clichês e cenas heroicas. Não é um filme marcante, mas não ofende e o elenco é simpático e esforçado. O roteiro tem sua forçação de barra. Mas só o fato de não ter a fraca e sem sal da Kristen Stewart já é um baita avanço. Na verdade tem uns detalhes que eu acredito ser uma vingança da Universal com a atriz, deu pra sacar umas ironias. O fato do roteiro não utilizar a atriz e pouco mencionar a Branca de Neve, focando em uma história paralela, traz um gostinho de justiça diante a má reputação que se trouxe ao filme. 



O roteiro tem sim defeitos narrativos, como excesso de clichês. Poderia-se explorar um pouco mais o caçador, algo além do simples herói. Há algumas situações que forçam o emocional, como o romance e alguns confrontos. É um daqueles filmes que você já viu pedaços similares em vários outros, não tem um frescor ou originalidade. Por outro lado, para minha surpresa os clichês ao menos são bem utilizados e o filme não ofende o expectador. Destaque para os anões, que são apenas quatro, duas são mulheres e eles são hilários. Engraçado que eles mesmos fazem piadas entre sim, sendo que os homens tem aversão às mulheres anãs e vice-versa. 



Chris Hemsworth ainda não entregou o papel de sua vida, mas está numa fase melhor, mais carismático e aqui ele aparece mais à vontade e engraçado. Charlize Theron retorna como a bruxa vilã e mais uma vez surpreende e assusta. A atriz está vários tons superiores ao próprio filme. E no lugar da chata Kristen temos as bem mais belas e talentosas (nem se compara) Emily Blunt e Jessica Chastain. Interessante o destaque que o filme dá para as três protagonistas femininas, desenvolvendo razoavelmente bem suas características e entregando alguns momentos sinceros e de bons diálogos. Bacana a relação de irmãs ou de mãe e filha que elas tem e como isso afeta o combate. 

A ação poderia ter sido um pouquinho mais grandiosa e daí talvez o filme marcasse mais. Mas o pouco que tem está bom, principalmente o final. A computação gráfica é ótima e melhor que alguns outros filmes de fantasia recentes, como 'Malévola'. Outro grande destaque visual vai para o figurino estonteante das atrizes, além do cabelo e maquiagem. Tudo muito claro, limpo, com brilho, majestoso, com ouro e em alguns outros momentos colorido. A fotografia é boa e o tempo todo temos elementos como flocos de gelo, lascas de ouro e feixes de luz contrastando contra as lentes da câmera. O diretor novato Cedric Nicolas-Troyan (que havia apenas cuidado do visual do primeiro filme) substitui com competência o diretor do primeiro. Ele não chega a inovar nada mas ao menos entrega um filme decente. 'O Caçador e a Rainha do Gelo' reaproveita o que aconteceu antes e o depois do primeiro filme, jogando bem nas duas linhas do tempo. Traz um elenco esforçado e atuando bem. Mostra a importância de se escolher atrizes de respeito, mesmo se for um filme com roteiro bobo. As velhas morais dos contos de fada estão lá. Para algo que não tinha necessidade de existir e poderia ser um fiasco, é muito melhor que o original. Mais divertido e corretamente elaborado.

NOTA: 7





Direção: Cedric Nicolas-Troyan

Elenco: Jessica Chastain, Chris Hemsworth, Emily Blunt, Charlize Theron, Sam Claflin, Sheridan Smith, Sophie Cookson, Nick Frost, Rob Brydon.


Sinopse: muito tempo antes da malvada Rainha Ravenna (Charlize Theron) ser derrotada pela espada de Branca de Neve, ela assistiu silenciosamente sua irmã, Freya (Emily Blunt), sofrer uma traição devastadora e fugir de seu reino. Com sua habilidade de congelar qualquer inimigo, a jovem Rainha do Gelo passou décadas em um palácio de inverno criando um exército de caçadores mortais – incluindo Eric (Chris Hemsworth) e a guerreira Sara (Jessica Chastain) – apenas para descobrir que seus dois melhores caçadores a desafiaram e quebraram sua principal regra: congelar para sempre os seus corações do amor. Quando Freya fica sabendo da morte de sua irmã, ela convoca seus soldados restantes para trazer o Espelho Mágico para a única feiticeira que pode aproveitar o seu poder. Mas uma vez que ela descobre que Ravenna pode ser ressuscitada de suas profundezas douradas, as irmãs ameaçam esta terra encantada com o dobro da força mais escura que já existiu. Agora, seu exército deve provar ser invencível… a menos que os caçadores banidos, que infringiram a regra cardeal de sua rainha, possam lutar de volta.


Trailer:























Deixe seu comentário: 


O Vigilante da Noite

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...