Crítica: As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa (2005, de Andrew Adamson)


Sendo uma das obras literárias mais fiéis já produzidas no cinema, 'As Crônicas de Nárnia - O Leão, A Feiticeira E O Guarda-roupa' é o primeiro filme da franquia inspirada nos livros de C.S. Lewis. Embora a trilogia não tenha sido lançado de acordo com os livros (o 1º filme é na verdade o 2º na ordem cronológica), não vi a menor diferença, pois acompanhamos a vida dos irmãos Pevensie de maneira conexa. Só digo que o filme é incrível, um dos melhores que já vi! A nostalgia tomou conta da sala quando comecei a ver novamente 10 anos depois.



A história acompanha a vida de Lúcia (Georgie Henley), Susana (Anna Popplewell), Edmundo (Skandar Keynes) e Pedro (William Moseley), quatro irmãos que vivem na Inglaterra, em plena 2ª Guerra Mundial. Após se mudarem de lá por medidas de precaução, eles vivem na propriedade rural do misterioso professor Kirke (Jim Broadbent), onde costumam brincar de esconde-esconde. Em uma das suas brincadeiras, eles descobrem um guarda-roupa mágico, que leva quem o atravessa ao mágico mundo de Nárnia. Este novo universo é habitado por seres estranhos, tais como: centauros e gigantes, que já foi pacífico; mas hoje vive sob a maldição da Feiticeira Branca, Jadis (Tilda Swinton), que fez com que o local sempre estivesse em um pesado inverno. Sob a orientação do leão Aslan, que governa Nárnia, as crianças decidem ajudar na luta para libertar este mundo do domínio de Jadis. Com um elenco de peso, os atores que naquela época eram crianças, hoje cresceram e continuam a impressionar em todas as performances. São eles a Georgie Henley, que fez 'Duas Irmãs' e 'A Irmandade Da Noite', Anna Popplewell, de 'Reign' e 'Halo 4' e William Moseley, da série 'The Royals'. Outro destaque que deixo é o de Tilda Swinton, de 'A Praia' e 'Queime Depois De Ler'. Ela interpreta  de forma soberba o papel da Feiticeira Branca, a inimiga dos habitantes de Nárnia, que é de extrema relevância para a trama. O diretor Andrew Adamson também está de parabéns! Merece palmas pelo excelente trabalho e desenvolvimento dos personagens!



Todas as locações são fantásticas, desde as cenas ambientadas na 2ª Guerra Mundial até o cenário de Nárnia são sublimes! Confesso que ao rever ele não notei erros que não tinha sequer notado quando o vi no cinema; pura e simplesmente porque não tem. Para mim que gosto dessas sagas cheias de aventura e fantasia é difícil não dar nota máxima e enxergar erros, admito. Mas enfim, ressalto aqui que o filme possui vários paralelos cristãos. Muitos perceberão isso, pois os valores e atos praticado por Aslan são semelhantes aos de Cristo. Ao sacrificar-se no lugar de Edmundo Pevensie para livrá-lo da morte, o paralelo se assemelha com o sacrifício de Jesus no Calvário para libertar os seres humanos da morte eterna. Ele também ressuscita assim como Jesus e isso foi algo que achei interessantíssimo, o fato da Feiticeira Branca representar a figura do diabo e os lobos representarem os demônios. Ademais, enfatizo que suas mais de 2 horas e 20 de duração não me atrapalharam nem um pouco. Pelo contrário, conseguiu ser mais um daqueles filmes longos. Todas as tomadas das cenas de batalha foram espetaculares e a trilha sonora então, nem se fala. Harry Gregson-Williams nos entrega faixas esplêndidas, que certamente foram o ponto forte do longa!


Como não ser cativado pelo fantasioso mundo que Nárnia prestigia, não é? Nossa, foi um fascínio do começo ao fim da película! Recordo-me que quando a sequência estreou nos cinemas, fui conferi-la na pré-estréia! Assim como o terceiro. Sem dúvidas estarei comprando os ingressos antecipados para o próximo longa da franquia que é 'A Cadeira De Prata', e o único livro que consegui ler inteiro, diga-se de passagem. Porém, para a tristeza de nós, fãs, ele não contará com a presença dos 4 irmãos Pevensie da trilogia e sim com a presença de Eustáquio, que apareceu somente no terceiro filme. Em suma, deixo aqui mais uma dica para quem gosta de aventuras épicas! Ele é mais um que está no meu top 10 de filmes favoritos que sempre irei assistir como se fosse a primeira vez!



Nota: 10!

Direção: Andrew Adamson

Elenco: Anna Popplewell, Georgie Henley, Liam Neeson, Skandar Keynes, Tilda Swinton, William Moseley, Brandon Cook, Cassie Cook, Douglas Gresham, Elizabeth Hawthorne, James Cosmo, James McAvoy, Jim Broadbent, Judy McIntosh, Kiran Shah, Patrick Kake, Richard King, Rupert Everett, Shane Rangi.


Trailer:

Mais imagens do filme:

Uma das músicas mais épicas da trilha sonora:







Gostou? Não curtiu ou tem alguma dúvida? Deixe seu comentário!


Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...