Crítica: Homens, Mulheres e Filhos (2014, de Jason Reitman)


Aplaudido nos Festivais que foi exibido, 'Homens, Mulheres e Filhos' é o novo longa de Jason Reitman, de 'Amor Sem Escalas', 'Juno' e 'Jovens Adultos', que chegou aos cinemas e já está disponível em DVD ou serviços de Streaming. Com um temática que mais real, impossível, ele faz uma forte crítica sobre a internet e como ela mudou o nosso modo de ver, pensar e se relacionar com a sociedade. É um assunto que ganhou notoriedade nos últimos tempos, portanto vale a pena conferir este filme e tirar suas próprias conclusões.



Com um elenco de peso, a trama apresenta histórias distintas, tais como: Allison Doss (Elena Kampouris), menina que sofre problemas sérios quanto a aparência, correndo o risco de se tornar anoréxica; Tim Mooney (Ansel Elgort), garoto que mantém contato com sua mãe pelo facebook, mesmo depois que ela se separou de seu pai, Kent Mooney (Dean Norris); ele pensa que ninguém se importa com a sua existência, então resolve não fazer mais nada senão jogar videogame no computador o dia inteiro. Já Brandy Beltmeyer (Kaitlyn Dever), é uma garota que é monitorada 24 horas por sua mãe superprotetora, Patricia (Jennifer Garner), através de um sistema instalado no seu computador, cuja função é mostrar todas as mensagens enviadas e recebidas de amigos, todas as chamadas, toda notificação, enfim, tudo. Temos também Hannah Clint (Olivia Crocicchia), adolescente mimada pela mãe, Donna Clint (Judy Greer), cujo estilo de vida irá sofrer graves consequências. Além de Don Truby (Adam Sandler), homem cujo casamento com Rachel Truby (Rosemarie DeWitt) parece estar em decadência, visto que os dois mal se falam dentro de casa; seu filho Chris Truby (Travis Tope), passa os dias trancado no quarto enchendo o computador com vírus de sites impróprios, o que agrava ainda mais a sua situação.



Com narração de Emma Thompson, o enredo segue estas histórias aleatórias, mas que na verdade, estão interligadas. A relação dos alunos do ensino médio e de seus pais foi um ponto do filme também, além do elenco que está de parabéns! O diretor escalou os atores certos para os papéis e todos os personagens nos cativam. A única atuação que não me agradou muito foi a de Adam Sandler, conhecido por fazer mais comédias do que dramas; aqui ele foi o que chamamos de "café com leite", monótono. Além de Ansel Elgort, que ao interpretar um jovem que mesmo cheio de traumas, quase não tem expressão facial. O restante merece palmas por suas performances. O desempenho de cada um foi relevante quanto a nossa realidade, mas infelizmente forçou um pouco a barra com cenas impróprias, embora façam parte no contexto. A duração é precisa, quase 2 horas que passam despercebidas. Embora várias partes tenham só diálogos, são elas que deixam o espectador concentrado e isso prova que não são somente tiros e explosões dos filmes de ação que chamam a atenção do público, mas também os conflitos familiares.



Quanto ao roteiro, ele é mediano; seguiu os padrões, mas na minha opinião, o primeiro ato foi melhor que o segundo e o terceiro, porque nos apresentou os personagens de maneira clara e interessante. Tudo o que precisamos saber sobre eles é exposto nas telas. Com relação ao final, esperava um pouco mais, ficaram algumas dúvidas que não foram esclarecidas, mas nada que tenha atrapalhado o resto do filme. Engraçado que o gênero drama geralmente se sobressai. Por fim, recomendo-o para quem gosta de ver um bom filme reflexivo, até porque trata de uma questão muito comum hoje em dia. Aconselho principalmente aos mais jovens que assistam, pois os valores trazidos no longa certamente se encaixam de alguma forma em suas vidas.

Nota: 7,5

Direção: Jason Reitman

Elenco: Adam Sandler, Ansel Elgort, Jennifer Garner, Judy Greer, Rosemarie DeWitt, Dean Norris, David Denman, David Jahn, Elena Kampouris, Jason Douglas, J.K. Simmons, Kaitlyn Dever, Katherine Herzer, Katherine Hughes, Nick W. Nicholson, Olivia Crocicchia, Phil LaMarr, Shane Lynch, Timothee Chalamet, Tina Parker, Travis Tope, Will Peltz, Emma Thompson.


Trailer:

Mais imagens do filme:






Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário!

Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...