Crítica: Momentum (2015, de Stephen S. Campanelli)




'Momentum' é um thriller de ação que traz a bela e talentosa Olga Kurylenko como protagonista. A produção acabou sendo lançada esse ano em território nacional, direto em home vídeo. A história é centrada em Alex (Kurylenko), uma especialista em infiltração que acidentalmente revela sua identidade em um assalto a banco. Além de ser perseguida pela polícia, ela acaba se envolvendo em uma conspiração do governo e se tornando alvo do assassino Mr. Washigton (Purefoy). Agora apenas com a ajuda de suas habilidades, Alex tentará proteger a si e seus amigos e descobrir toda a verdade antes que seja tarde demais.


Assistir 'Momentum' esperando um filme grandioso, com cenas alucinantes de ação ou aguardando uma trama inovadora que deixe todos de queixo caído é o maior erro que alguém pode fazer. Isso até já pode ser percebido na premissa de colocar um personagem bad-ass na mira de assassinos profissionais que não é lá uma trama das mais originais, pelo contrário, é mais do que batida e já foi explorado trocentas vezes por outras películas.

Felizmente o filme se destaca por ser uma produção bem feita, que entrega o que promete e que não insulta nossa inteligência, principalmente se comparado com o mediano 'Perseguindo Abbott' e os recentes fracassos de Bruce Willis, os péssimos 'A Máquina', 'Operação Resgate' e 'Carga Preciosa' que não servem nem para entreter.



O estreante Stephen S. Campanelli acerta em focar em uma trama ágil e envolvente. Ele nos brinda com algumas  cenas empolgantes de ação, principalmente nas sequências de lutas e em uma perseguição de carros. Ele também acerta em construir uma intrigante atmosfera de suspense e tensão, claro, não é nada de outro mundo, mas é aceitável e o roteiro até consegue nos surpreender em  certos pontos com algumas reviravoltas.

O elenco em geral se sai bem nos seus respectivos papéis, mas o destaque é todo de Olga Kurylenko ('007 - Quantum of Solace'), a atriz manda bem tanto nas cenas de ação, principalmente nos embates corpo a corpo, como nas cenas mais dramáticas. James Purefoy ('John Carter - Entre Dois Mundos') também é outro que ganha destaque com seu personagem, ele nos apresenta um vilão típico desses filmes, porém, carismático. Alguns podem ficar decepcionados com  a pouca utilização do personagem de Morgan Freeman ('Um Sonho de Liberdade'), que resumindo, aparece em duas a três cenas bem rápidas. Acho que ele deve ser amigo de alguém envolvido no projeto ou poderia estar devendo algum favor e resolveu fazer uma participação na produção, mas no fim acabou servindo mais para atrair o público.



Enfim, 'Momentum' é aquele tipo de produção que serve para passar o tempo e se divertir, é o típico filme pipoca e descompromissado que no final das contas ganha alguns pontos por não nos deixar com aquela sensação de tempo perdido. Apesar da premissa batida, seu desenvolvimento eficiente e direto ao ponto, recheado com algumas boas sequências de ação já vale a conferida. Além disso, ver a estonteante Olga Kurylenko distribuindo porrada é outro ótimo motivo para dar uma chance. Recomendo.




Nota: 6,0




Título Original: Momentum

Direção: Stephen S. Campanelli

Elenco: Olga Kurylenko, Morgan Freeman, James Purefoy, Ebby Weyime, Jenna Saras, Lee Reviv, Karl Thaning, Lee-Anne Summers, Daniel Fox, Aidan Whytock, Greg Kriek, Lisa Leonard.



Trailer:













Gostou? Não gostou ou tem alguma sugestão? Deixe seu comentário!!!

Jackson Willian

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...