Crítica: Os Oito Odiados (2016, de Quentin Tarantino)


Quentin Tarantino tem um estilo próprio e consegue contar boas histórias com doses generosas de violência sem entrar no clichê de filmes de ação tradicionais. 'Os Oito Odiados' é mais uma prova disso. Com um visual incrível em paisagens bucólicas e congeladas do período pós-guerra civil americana, traz a história de caçadores de recompensas que são surpreendidos por uma forte nevasca e precisam ficar em um armazém até que ela passe e prossigam com sua viagem. Não é difícil imaginar que o filme tem tudo o que mais gostamos no cinema de Tarantino: bons personagens, ótimas atuações e muito, muito sangue!




Nessa história, primeiro somos apresentados a Major Marquis Warren (Samuel L. Jackson), John Ruth, conhecido como "O Carrasco" (interpretado por Kurt Russell) e Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh). Os dois homens são caçadores de recompensas e ganham a vida capturando e entregando criminosos vivos ou mortos para os xerifes da região em troca de boas quantias de dinheiro. Já Daisy é uma criminosa que foi capturada por John, conhecido como Carrasco justamente por entregar os bandidos capturados vivos para que sejam enforcados pela justiça. O caminho dos três se cruza devido a uma forte nevasca, onde John dá uma carona para o Major Warren. Sem ter como chegar ao seu destino antes que a tempestade os alcance, resolvem parar no Armazém da Minnie. No caminho ainda encontram Chris Mannix (Walton Goggins), que alega estar a caminho da cidade para tomar posse como novo xerife.



E é aí que a história se desenha: ao chegar no armazém, se deparam com Joe Gage (Michael Madsen), Oswaldo Mobay (Tim Roth), General Sanford Smithers (Bruce Dern) e Bob (Demian Bichir), que alega estar tomando conta do armazém durante uma viagem dos proprietários. Aí já entendemos que vai rolar muito sangue: todos os personagens parecem estar ligados a caça de recompensas e andam armados. Mas o filme toma um rumo diferente: o suspense domina as cenas.

O espectador fica com a sensação de que ninguém é o que parece ser e todos escondem segredos. Nessa história não há heróis ou vilões, e sim personagens presos em uma cabana até a passagem da tempestade. Porém, é uma simples coincidência todos estarem ali ao mesmo tempo? Alguém estará lá com segundas intenções? Há comparsas de Daisy? Conseguirão todos ficar no armazém juntos até o fim da tempestade?

Apesar de se passar quase todo dentro desse armazém, o filme não fica monótono e vai ganhando mais emoção conforme o tempo passa. A história começa com belas paisagens do inverno congelante e segue um ritmo lento no início, que pode até desinteressar o espectador mais sedento por sangue. Esse ritmo até pode ser explicado pelo passado dos personagens envolvidos, que merece ser conhecido em mais detalhes e o diretor faz questão de explicar bem de onde cada um veio. Porém, assim que os personagens chegam ao armazém, o ritmo melhora e o filme fica cada vez mais interessante porque vamos conhecendo as histórias (e os segredos) de todos. Destaque para o final, que é a melhor parte!




As 2 horas e 48 minutos de filme podem assustar, e não se engane: este não tem o mesmo ritmo de 'Kill Bill' ou 'Pulp Fiction', por exemplo. Mas ele vale a pena pela história que vai nos prendendo cada vez mais, pelas ótimas atuações, pela fotografia, pelas boas pitadas de humor, pela trilha sonora e, é claro, pela boa dose de sangue que só Tarantino sabe como fazer!

Nota: 8,5

Título original: The Hateful Eight

Direção: Quentin Tarantino

Elenco: Kurt Russell, Samuel L. Jackson, Jennifer Jason Leigh, Walton Goggins, Michael Madsen, Tim Roth, Bruce Dern e Demian Bichir.

Sinopse: Durante uma nevasca, o carrasco John Ruth (Kurt Russell) está transportando uma prisioneira, a famosa Daisy Domergue (Jennifer Jason Leigh), que ele espera trocar por grande quantia de dinheiro. No caminho, os viajantes aceitam transportar o caçador de recompensas Marquis Warren (Samuel L. Jackson), que está de olho em outro tesouro, e o xerife Chris Mannix (Walton Goggins), prestes a ser empossado em sua cidade. Como as condições climáticas pioram, eles buscam abrigo no Armazém da Minnie, onde quatro outros desconhecidos estão abrigados. Aos poucos, os oito viajantes no local começam a descobrir os segredos sangrentos uns dos outros, levando a um inevitável confronto entre eles.

Trailer:



Algumas imagens do filme:





E você, o que achou? Deixe seu comentário!

Erica Caetano Roos

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...