Crítica: Vespas Gigantes (2015, de Benni Diez)




Tentando sair dessa onda de filmes de terror sobrenaturais e depois de muita pesquisa, me deparei com esse 'Stung' ou como ficou conhecido por aqui 'Vespas Gigantes', uma produção de baixo orçamento lançado em 2015, cujo o objetivo foi tentar resgatar a velha fórmula e nostalgia dos filmes de animais assassinos das décadas de 70 e 80.

Até certo ponto ele consegue resgatar a atmosfera e o clima dos filmes dessa época , principalmente por ter feito a ótima escolha de utilizar efeitos práticos na criação das vespas, com direito a animatronics entre diversos outros recursos. É justamente neste quesito que a película se destaca e não se torna algo dispensável, indo contra a atual safra de bagaceiras que são lançados aos montes, onde os criadores inventam uma história estúpida e jogam efeitos de CGI dos mais porcos e se dizem um trash divertido.


Todas as cenas envolvendo as vespas são incrivelmente bem feitas e as poucas vezes em que são usados CGI não é algo gritante e que incomode, na verdade são bem colocados e sutis, a única exceção é a cena de uma vespa pegando fogo atacado um carro em movimento. Outro ponto a ser elogiado é o gore, há várias sequências nojentas de vespas gigantes destroçando corpos entre várias outras situações que farão a felicidade dos amantes desse estilo.

Mesmo com bons efeitos práticos e ótimas doses de gore o filme definitivamente não agradará a todos, principalmente por aqueles que assistirem esperando algo sério. A história em si é ridícula e quase inexistente sem nenhum pé na realidade e com vários furos, além disso os personagens são todos unidimensionais, sem qualquer desenvolvimento mais profundo e para piorar, a grande maioria deles não possuem nem sequer algum carisma para que ao menos possamos nos importar. O elenco no geral é de fazer dó, apresentando atuações fraquíssimas, o único que consegue se destacar é o protagonista interpretado por Matt O'Leary ('Lapso de Tempo') que é o típico bobão apaixonado que vira herói e salva o dia, quase um primo distante de Ash de 'Evil Dead'.



A trama no geral mesmo sendo uma baboseira sem sentindo, que tenta a todo custo misturar comédia com terror, consegue manter o público entretido com um bom ritmo, situações engraçadas e ao mesmo tempo nonsense mas, erra em construir um clima infantil de mais, com piadas nada funcionais. Ainda que apresente um visual amador, o filme agradará em cheio os fãs do subgênero, mérito do diretor estreante Benni Diez, que soube trabalhar bem com suas limitações.

De um modo geral 'Vespas Gigantes' poderá divertir e agradar aqueles que gostam de uma produção assumidamente trash, que não se leva a sério em nenhum momento e que de certo modo consegue nos deixar com uma breve sensação de nostalgia dos filmes antigos do tema, que tinham todo um cuidado na criação de seus monstros. Recomendo para aqueles que sabem apreciar esse tipo de produção, só não se esqueçam de desligar o cerébro antes de assistir.




Nota: 5,5




Título Original: Stung

Direção: Benni Diez

Elenco: Matt O'Leary, Jessica Cook, Lance Henriksen, Clifton Collins Jr., Cecilia Pillado, Eve Slatner, Daniele Rizzo, Forentine Lahme, Kathleen Renish, Tony de Maeyer, David Masterson, Benedikt Bothe, Tommy Kreiselmaier, Benni Diez.



Trailer:












Gostou? Não Gostou ou tem alguma sugestão? Deixe seu Comentário!!!

Jackson Willian

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...