Crítica: Star Trek - Sem Fronteiras (2016, de Justin Lin)


Em 2009, o diretor J. J. Abrams, que já havia comandado 'Missão: Impossível III', lança 'Star Trek', longa que iria deixar os fãs de 'Jornada nas Estrelas' extasiados! Com tremendo sucesso, a continuação estreou em 2013 e sua bilheteria também subiu lá em cima! Sendo um pouco superior (olha que não é qualquer sequência que supera o primeiro), a saga já estava dando o que falar. Por fim, eis que chegou aos cinemas na última semana a terceira parte da saga e a direção ficou por conta de Justin Lin, de 'Velozes e Furiosos - Desafio em Tóquio' e 'Velozes e Furiosos 6' e tem J.J. Abrams como produtor. Só de conferir o trailer, 'Star Trek - Sem Fronteiras' vinha com a premissa de ser um dos maiores blockbusters do ano e sua recepção nas telas tem sido mais positiva do que negativa, tanto pelo público quanto pela crítica especializada.


A história é a seguinte: Kirk (Chris Pine), Spock (Zachary Quinto) e a tripulação da Enterprise encontram-se no terceiro ano da missão de exploração do espaço prevista para durar cinco anos. Eles recebem um pedido de socorro que acaba os ligando ao maléfico vilão Krall (Idris Elba), um insurgente anti-Frota Estelar interessado em um objeto de posse do líder da nave. A Enterprise então é atacada e eles acabam em um planeta desconhecido, onde o grupo acaba sendo dividido em duplas. O roteiro até que foi bem elaborado e as poucas falhas notáveis se perdem um pouco na passagem do segundo pro terceiro ato, mas não interferem no longa em um todo. Afinal, Lin consegue trabalhar bem os clichês de tal forma que o espectador não sinta nenhum incômodo nem pense: "putz, por que ainda estou assistindo isso aqui"? Por se tratar de um filme de ação e ficção, já dá perceber que o CGI certamente estará presente. No entanto, aqui ele é aproveitado sem exagero; não se preocupe, pois os efeitos visuais vão mais te divertir do que te chatear.


Com relação ao elenco: começo falando de Chris Pine, de 'Guerra é Guerra' e 'Bem-vindo à Vida', como James T. Kirk. Seu personagem é carismático, mas brincalhão: não me surpreende que nos filmes anteriores ele se apresentasse como um "Don Juan" do espaço. Sujeito valente e mulherengo que volta e meia estava com mulheres diferentes na cama; porém neste terceiro filme, ele "sossega o facho" e a película foca mais na parte da ação do que do romance propriamente dito (vide o clima entre Spock e Uhura nos antecessores). Mesmo assim, sua atuação foi a melhor de todas, visto que o esforço de Pine é árduo. Em seguida temos Zachary Quinto, de 'American Horror Story' e 'Hitman - Agente 47', incorporando Spock; a performance dele é surreal, Zachary prova ter talento para o ofício, tanto que tem dado um show em seus últimos trabalhos e apesar das expressões faciais serem praticamente as mesmas dos longas anteriores (sempre sério), ele convence o telespectador e demonstra segurança ao atuar. Algo interessante a se notar é que há uma cena com referências ao Spock dos filmes originais e é até interessante a maneira como ele é citado. Já a linda Zoe Saldana, de 'Avatar' e 'Colombiana - Em Busca de Vingança' faz Uhura, mulher corajosa cujo desempenho mostra sempre disposição e eficiência, desde o primeiro filme. Ela trabalha muito bem nas telas, não somente aqui, como em todos os papéis que realiza. Ademais, temos Simon Pegg, de 'Todo Mundo Quase Morto' e 'Missão: Impossível - Nação Secreta', interpretando Scotty, figura que sempre se torna o alívio cômico dos seus filmes. Sendo bastante irônico, ele arranca poucas e boas risadas e nos diverte o tempo todo. E não poderia deixar de citar a bela Sofia Boutella, de 'Kingsman - Serviço Secreto', encarnando Jaylah! Sua protagonista foi uma boa escolha para adição ao elenco e atua de forma aceitável. O restante dos rostos mais conhecidos, incluindo Karl Urban, como Leonard H. McCoy, ou o icônico Bones; John Cho como Sulu e o eterno Anton Yelchin, de 'O Exterminador do Futuro - A Salvação' e 'A Hora do Espanto', no papel de Chekov, que também gera parte da comédia na fita, se saem bem, sem muito a declarar. Só não fui muito com a cara do vilão Krall, interpretado aqui pelo ator Idris Elba, de 'Obsessiva' e 'Prometheus'. Achei ele meio fraco e esperava mais do personagem (comparado com o vilão do anterior), principalmente por conta do desfecho.


Sobre a trilha sonora: foi perfeita! Com sucessos dos anos 80 e 90 (semelhantes aos de 'Guardiões da Galáxia'), além do mais novo hit 'Sledgehammer', de Rihanna, suas músicas embalam todo aquele universo intergaláctico, sem contar com as faixas do compositor Michael Giacchino, que nos entrega músicas cativantes e altamente frenéticas. Seu tempo dura em torno de 2 horas que passaram despercebidas, pois o ritmo acelerado não para e quando você menos espera, ele acaba. Quanto ao 3D, sem comentários...rs


Em suma, diria que este é o segundo melhor da trilogia, perdendo para ‘Além da Escuridão – Star Trek’ que pra mim ainda é o maioral. Sendo assim, indico-o não somente aos fãs de ficção científica, que apreciam uma boa trama no estilo espaço sideral (certamente seu público-alvo), mas para todos os públicos em geral. Afinal de contas, o bom aproveitamento de ação e aventura presentes no enredo com certeza chamará a atenção dos mais curiosos ao cinema. Portanto, vida longa à franquia e que venha o quarto filme!



Nota: 9


Título Original: Star Trek Beyond

Direção: Justin Lin

Elenco: Chris Pine, Zachary Quinto, Zoe Saldana, Anton Yelchin, Idris Elba, John Cho, Karl Urban, Simon Pegg, Adam DiMarco, Alex Rose, Anita Brown, Anthony Shim, Ashley Edner, Christian Sloan, Danny Pudi, Dan Payne, Deep Roy, Doug Jung, Douglas Chapman, Emy Aneke, Fiona Vroom, Fraser Aitcheson, Greg Grunberg, Jarod Joseph, Jeff Bezos, Jeremy Raymond, Joe Taslim, Kim Kold, Lydia Wilson, Matthew MacCaull, Melissa Roxburgh, Priya Rajaratnam, Roxanne Fernandes, Sara Maria Forsberg, Shea Whigham, Shohreh Aghdashloo, Sofia Boutella, Thomas Cadrot.

Sinopse: após sofrerem com a ira de John Harrison (Benedict Cumberbatch), Kirk, Spock, Uhura, McCoy, Sulu, Chekov e Scotty retornam à Enterprise para uma nova e difícil aventura intergaláctica em seu terceiro ano de missão.


Trailer:

Mais imagens do filme:




Gostou? Não curtiu? Deixe seu comentário!


Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...