Crítica: Terror na Água (2011, de David R. Ellis)


Lançado em Novembro de 2011, o filme ‘Terror na Água’ é dirigido por David R. Ellis (Premonição 4) e traz atores como Sara Paxton, Chris Carmack, Chris Zylka e Joel David Moore. Repleto de controvérsias, muitos odiaram e outros amaram. É óbvio que o CGI reina solto, pois a trama em si é bem inusitada. Mas o simples fato de ter tubarões já pode chamar a atenção dos mais curiosos que curtem essa temática. Sendo assim, ele até que funciona como um bom trash.


Os colegas de faculdade Nick, Beth, Malik, Maya, Blake e Gordon são convidados por sua amiga Sara Palski para passar o fim de semana em sua casa no lago em Louisiana. Eles param em um bar para comprar bebidas, até que Malik se desentende com dois caras, Red e Dennis Crim, mas Sara resolve a situação, visto que Dennis é seu ex-namorado. Logo que chegam de lancha ao lugar, o grupo também conhece mais um velho amigo de Sara, o Xerife Greg Sabin. Após isso, quando Malik está esquiando no lago, ele sofre um grave acidente envolvendo um tubarão, que arranca seu braço fora. Os amigos então buscam ajuda desesperadamente. Porém, não demoram muito para descobrir que o lago está infestado de várias outras espécies de tubarões e que estão com um problema mais perigoso ainda ameaçando suas vidas. Com uma história dessas, você já se pergunta: tubarões em lagos. É possível? Eis que entra o "X da questão": não é atoa que eles estão simplesmente espalhados dentro da água. Como o próprio trailer menciona, o lago é de água salgada e é na metade do filme que descobrimos a verdade por trás desse questionamento feito pela maioria das pessoas.


Vamos ao elenco: falando primeiramente da linda Sara Paxton, de 'Super-Herói - O Filme' e 'A Última Casa', como Sara Palski. Sua protagonista é uma jovem que parece ter uma boa vida, mas na real passou por uma tragédia no passado e após 3 anos tentando superar esse trauma, só quer saber de curtir o final de semana ao lado dos amigos. A atriz foi uma das atuações mais aceitáveis aqui; muitos irão pensar que ela seria a "loira burra" da trama, porém advirto que certamente não é. Já Sinqua Walls e Alyssa Diaz interpretam o casal Malik e Maya, cujas experiências juntos passaram por "poucas a boas", uma vez que ela esteve sempre ao lado dele, mesmo quando esteve envolvido com drogas. No entanto, os dois curiosamente são os primeiros a se dar mal na água e você nem se lembra mais da suposta empatia criada por eles, coitados. Além disso, temos ainda Joel David Moore, da série 'Forever - Uma Vida Eterna' e Katharine McPhee como Gordon e Beth. A química entre ambos quase deixa um romance implícito no ar, porém o jogo muda e, consequentemente, as circunstâncias. Sem contar com a atuação de Chris Zylka, como Blake e Dustin Milligan como Nick. Enquanto Nick é o típico estudante nerd tímido e candidato de medicina, Blake é um sujeito festeiro, que com seu jeito mais largado, se mete de playboy saradão e pensa que só vai se dar bem. E não poderia deixar de citar os demais rostos como Donal Logue, o Harvey Bullock de 'Gotham', Joshua Leonard, de 'Bates Motel' e Chris Carmack, de 'Mergulho Radical 2 - Os Recifes' e 'Efeito Borboleta - Revelação' no papel de Dennis Crim, indivíduo que aparenta ser bonzinho, mas não se engane. Atrás daquele rostinho bonito, se esconde um homem que apresenta uma motivação totalmente desnecessária ao meu ver. Confesso que esperava mais do desempenho do ator, já vi trabalhos melhores dele no cinema.


Com relação ao roteiro, o que esperar de David R. Ellis, diretor de 'Premonição 4' (que pra muitos foi o pior da franquia), não é? Engraçado como ele até tenta trazer algo inovador, mas acaba deixando a desejar um pouco, especialmente no CGI, que não é lá aquelas coisas. Acaba por se sair como um trash. Se comparado com o suspeito recém-lançado de Jaume Collet-Serra, 'Águas Rasas', aquele deixa este "no chinelo" e olha que no elenco do outro a atriz Blake Lively segura sozinha o ritmo frenético da trama. A trilha sonora assinada por Graeme Revell, mesmo compositor de 'Demolidor - O Homem Sem Medo' e 'As Ruínas' também embala alguns dos inúmeros momentos tensos da película. Após ouvir várias pessoas reclamando da própria música-tema dos créditos iniciais, isso não foi motivo para eu desistir de assistir e tirar minhas próprias conclusões.



Em síntese, não recomendaria para todos os públicos, não. A fim de evitar comentários negativos, indicaria somente aos fãs mais aficionados do gênero de terror. Quem espera e gosta de ver closes dos tubarões pulando na tela, já aviso que os sustos são previsíveis e chegam a ser cômicos. Portanto, não eleve tanto suas expectativas, uma vez que o trailer engana sim o espectador e entrega uma proposta chamativa, porém não tão extraordinária.


Nota: 6,5


Título Original: Shark Night 3D

Direção: David R. Ellis

Elenco: Sara Paxton, Dustin Milligan, Chris Carmack, Katharine McPhee, Joel David Moore, Donal Logue, Joshua Leonard, Sinqua Walls, Alyssa Diz, Chris Zylka, Damon Lipari, Christine Bently, Kelly Sry, Tyler Bryan, Jessie Jalee, Nadiya Khan, David Speed, Jimmy Lee Jr.

Sinopse: Um fim de semana na casa de lago de Sarah (Sara Paxton) na Louisiana, no Golfo se transforma em um pesadelo para sete turistas quando estão sujeitos a ataques de tubarões.


Trailer:

Mais imagens do filme:





E aí, o que achou do filme? Deixe seu comentário abaixo!




Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...