As Mais Longas Sagas de Terror!

Nem todos costumam ver filmes de terror, isto é verdade. Mas dentro do grupo de fãs que os assiste, há aqueles que apreciam uma boa saga de terror, na maioria das vezes clássica (eu me incluo). Mas algumas sagas são bem longas e você acaba se perdendo de saber quantos são e quais viu. É época de Halloween e para você fazer sua maratona, faço aqui esta matéria especial com as mais longas sagas de terror, bem direta e somente para você ficar por dentro. Com os nomes completos e o ano de lançamento, ficará mais fácil você procurar para alugar ou baixar e ter as coleções completinhas. Vale lembrar que procuramos selecionar as sagas que tenham pelo menos 6 filmes oficiais, mais alguns não oficiais. Por isso que algumas sagas como Piranha (5 filmes), Pânico (4 filmes) e Slumber Party Massacre (3 filmes oficiais + 3 não oficiais) ficaram de fora. Bem, vamos à lista? Esperamos que apreciem.



Pânico na Floresta: 6 filmes oficiais, 1 não oficial + 1 à caminho.


Talvez a franquia mais controversa daqui da lista, houve um primeiro filme lançado nos cinemas de relativo sucesso e é bem divertido. Do segundo em diante foram lançados direto em DVD e streaming, com nomes confusos (em momentos Pânico na Floresta, em outros Floresta do Mal) e com qualidade duvidosa. O sexto e último filme até então foi menos chato do que do 3 ao 5, porém com cenas picantes desnecessárias que beiraram o erótico. Em 2007 houve uma confusão maior ainda. Enquanto que a Fox lançava em DVD o segundo filme oficial com o nome de Floresta do Mal, a Playarte lançou em DVD o filme Timber Falls (nome original) com o nome brasileiro de Pânico na Floresta 2. Assim há uma controvérsia sobre qual filme é de fato o segundo. A franquia traz traços de O Massacre da Serra Elétrica e Quadrilha de Sádicos, onde uma família deformada e canibal mata quem cruza seu caminho. O primeiro longa é divertido, um bom slasher moderno. O segundo oficial e o não oficial dão para o gasto, enquanto que o sexto é ligeiramente interessante. Já os demais são um pouco chatos, trash's no sentido ruim da palavra e muito sem noção. O terceiro dá umas "viajadas" com um enredo envolvendo prisioneiros que fugiram da cadeia e o quinto é de longe o mais parado e desnecessário. Uma franquia que naufragou no próprio conceito, mas o sétimo filme sai ano que vem!


Filmes:


Pânico na Floresta (ou Floresta do Mal, de 2003)

Floresta do Mal (ou Pânico na Floresta 2, de 2007)

Floresta do Mal 3 - Caminho da Morte (ou Pânico na Floresta 3, de 2009)

Pânico na Floresta 4 - Origens Sangrentas, (ou Floresta do Mal 4, de 2011)

Pânico na Floresta 5 (ou Floresta do Mal 5, de 2012)

Floresta do Mal 6 (ou Pânico na Floresta 6, de 2014)

Pânico na Floresta 7 (sai em 2017)




Filme não oficial:


Pânico na Floresta 2 (ou Timber Falls, de 2007)




Brinquedo Assassino: 6 filmes + 1 à caminho.



Brinquedo Assassino e seu assustador e debochado Chucky ganharam seis filmes oficiais (sendo o último direto em DVD) e o sétimo sairá ano que vem (também para DVD). É uma franquia irregular, embora mundialmente famosa e divertida. Os dois primeiros filmes seguem os melhores e são obrigatórios para fãs do terror. A Noiva de Chucky tem alguns bons momentos, especialmente pelos easter eggs com outras sagas, como Sexta-Feira 13, tente encontrar estas referências ao assistir. O Filho de Chucky abraça totalmente o humor negro, quase comédia, e apesar de ser o menos bom, tem um pouco de metalinguagem e críticas à Hollywood. A surpresa foi depois de tanto tempo, o sexto direto em DVD em 2013 ser um ótimo filme, resgatando o clima dos primeiros e tendo como protagonista uma moça cadeirante. O confronto entre o boneco maldito e uma jovem presa à cadeira de rodas já é interessante por si só, mas o filme ainda é bem dirigido e tem nas cenas finais referências aos originais. A saga do Chucky é obrigatória para os amantes do terror e todos merecem ser conferidos.


Filmes:


Brinquedo Assassino (1988)

Brinquedo Assassino 2 (1990)

Brinquedo Assassino 3 (1991)

A Noiva de Chucky (1998)

O Filho de Chucky (2004)

A Maldição de Chucky (2013)

Chucky 7 (sai em 2017)




O Duende: 7 filmes.



Possivelmente a franquia menos boa aqui da lista, recomendo assistir só até o 4. O primeiro filme é um dos menos ruins, com a linda Jennifer Aniston na flor da idade, bem antes de Friends. O segundo e terceiro são inferiores mas dão para o gasto. O quarto se passa no espaço e abraça de vez o trash, sendo um dos mais divertidos. Depois a bagaça só piora, porém sem graça. O último filme se passa na Irlanda e mostra as origens da mitologia e apesar de ter uma boa fotografia, é péssimo. O Duende irlandês ruivo de roupa verde ataca aqueles que rouba seu potinho de moedas de ouro. Quase não entrou na lista, mas a saga é longa e muito pouco lembrada, os 4 primeiros filmes tem seus momentos e é o caso de que é tão ruim, mas tão ruim, que chega a ser bom. Quem gosta deste tipo de produção sabe do que estou falando.

Filmes:

O Duende (1993)

O Retorno do Duende (1994)

O Duende Assassino (1995)

O Duende 4 (1997)

O Duende 5 (2000)

O Duende Perverso (2003)

O Duende - As Origens (2014)





Atividade Paranormal: 7 filmes.



A saga mais moderna a ter várias sequências, a pergunta que fica é: havia necessidade? Sabemos que não, mas Atividade Paranormal fez muito sucesso no seu início de carreira. O primeiro filme é disparado o melhor, com um terror crescente e final marcante, que muita gente achou ser real. Ele foi exibido pela primeira vez em um festival de terror em 2007. Foi quando o mestre Spielberg e o pessoal da Paramount viu o potencial, recontratou a equipe, investiu uns efeitos especiais a mais e mandou regravarem o final, de maneira mais chocante. Então o filme saiu na sua versão final em 2009. O segundo e terceiro tiveram uma pequena queda na qualidade, mas ainda são bons. Os spin-off de outros países (o Tóquio do Japão e Marcados Pelo Mal do México) são médios, com bons momentos e outros repetitivos. Mas a saga naufragou com o quarto e quinto filmes, totalmente chatos, sem mostrar nada e sem finalizar a franquia de maneira decente. No final das contas, a franquia merece respeito por um bom primeiro filme (que ficou manchado por excesso de continuações e cópias) e por fazer muito sucesso mesmo que não custando quase nada de investimento. Esperamos que a saga tenha acabado, mas se vier outro, ao menos que apresente alguma coisa.


Filmes:


Atividade Paranormal (2007)


Atividade Paranormal 2 (2010)


Atividade Paranormal - Tóquio (2010)


Atividade Paranormal 3 (2011)


Atividade Paranormal 4 (2012)


Atividade Paranormal: Marcados Pelo Mal (2014)


Atividade Paranormal: Dimensão Fantasma (2015)





O Massacre da Serra Elétrica: 7 filmes + 1 à caminho.



Uma das franquias mais importantes de todos os tempos, o primeiro filme de 1974 dirigido pelo mestre do terror Tobe Hooper é inesquecível. Além de impulsionar os filmes slasher e um terror mais implícito nos anos 70 e 80, seu ar amador e sujo dão uma sensação de realismo ao longa. Também inovou em trazer em um dos protagonistas um personagem cadeirante. Leatherface (cara de couro), sua motoserra à gasolina (nunca foi elétrica) e sua família doentia assusta muito até hoje! Esta família foi baseada na família real do assassino e açougueiro Ed Gein, que chocou os Estados Unidos e também inspirou os acontecimentos de Hannibal e Psicose. O segundo filme é de 1986 e apresenta um tom diferente, mais alucinógeno, punk rock e lotado de humor negro, onde os personagens já são figuras pop. O terceiro e quarto são os menos conhecidos e bons, mas ainda apresentam filmes razoáveis e cada um ajudou a alavancar as carreiras de Viggo Mortensen, Matthew McConaughey e Renée Zellweger. Em 2003 surgiu o primeiro remake, que reconta muito bem o filme original e é um dos melhores remakes do cinema. Em 2006 surgiu a história de origem e em 2013 um reboot em 3D; ambos divertidos mas falhos no roteiro. Um novo filme está pronto e em breve deverá sair o trailer, chegando aos cinemas na virada de 2016 pra 2017 ou durante o ano que vem. Enquanto não chega, maratone a franquia, que é indispensável para quem acompanha o terror. Especialmente o original de 74, um filme insuperável, está entre os maiores junto com O Exorcista e Halloween.


Filmes:


O Massacre da Serra Elétrica (1974)

O Massacre da Serra Elétrica 2 (1986)

O Massacre da Serra Elétrica 3 (ou Leatherface: O Massacre da Serra Elétrica 3, de 1990)

O Massacre da Serra Elétrica - O Retorno (1994)

O Massacre da Serra Elétrica (2003)

O Massacre da Serra Elétrica: O Início (2006)

O Massacre da Serra Elétrica 3D: A Lenda Continua (2013)

Leatherface (sai entre final de 2016 e durante 2017)



Bônus: sátira O Massacre da Serra Elétrica 3 - O Massacre Final, (ou Hollywood Chainsaw Hookers, de 1988)

Este filme é na verdade uma sátira de terror quase erótico, com prostitutas e mulheres peitudas matando os homens com motoserras. O filme é uma grande piada, mas vergonhosamente bizarro e divertido, recomendado para amantes de podreiras trash.





Jogos Mortais: 7 filmes + 1 à caminho.



Jogos Mortais é um caso de ame ou odeie. Surgiu em 2004 após um curta-metragem fazer sucesso e decidirem expandirem para uma franquia cinematográfica. O longa original começou nos cinemas a tendência de filmes apelidados como "pornô-torture", filmes que abusam de torturas e armadilhas, como O Albergue. Lançou a carreira de James Wan, o mestre do terror moderno, que já trouxe os dois primeiros Sobrenatural e os dois Invocação do Mal, além de surpreender também na ação em Velozes e Furiosos 7 e em breve dirigirá Aquaman da DC. O primeiro filme é angustiante, inteligente e apresenta um dos melhores plot twist (reviravolta final) do cinema. Do segundo ao quarto foram feitos por Darren Lynn Bousman, são interligados e paralelos entre si e são ótimas continuações. O quinto e sexto são os mais comuns e menos bons, quase matando a franquia. O sétimo lançado em 3D deu uma leve melhorada, mas "encerrou" a franquia. Mas em tempos de ressuscitar tudo que deu certo, o oitavo filme será um reboot ano que vem. Na direção temos os competentes gêmeos australianos The Spierig Brothers, que se destacam pela originalidade, vide os seus filmes O Predestinado e 2019 - O Ano da Extinção. Jogos Mortais pode não ser perfeito, mas foi um marco dos anos 2000, teve um excelente primeiro longa que lançou a carreira do mestre moderno James Wan, teve algumas sequências boas e um oitavo filme vem aí e promete ser bom e diferenciado.


Filmes:

Jogos Mortais (2004)

Jogos Mortais 2 (2005)

Jogos Mortais 3 (2006)

Jogos Mortais 4 (2007)

Jogos Mortais 5 (2008)

Jogos Mortais 6 (2009)

Jogos Mortais - O Final (ou Saw 3D, de 2010)

Jogos Mortais 8 (ou Jogos Mortais: O Legado, sai em 2017)



Grito de Horror: 8 filmes.





Está aí outra saga que foi desnecessariamente longa, na verdade sendo uma das maiores, mas que quase ninguém lembra. E é uma das poucas sagas que fala exclusivamente de lobisomens. Vale lembrar que o primeiro filme foi um marco em 1981, um ano impactante para o terror e para os lobisomens, uma vez que na época de seu lançamento também saiu Um Lobisomem Americano em Londres, ambos constantemente lembrados como os melhores filmes do tema. Há cenas de transformações, feitas à moda antiga com fantasia, maquiagem e aceleração de câmera que impressionam e arrepiam até hoje. Enquanto que Um Lobisomem Americano em Londres fez mais sucesso em bilheteria e com os jovens da época (pois vinha com orçamento e estúdio maior), Grito de Horror veio de forma mais indie e alternativo. O terror é mais implícito e psicológico, se apostando no suspense e um estranho drama. No fim, quando o terror de fato toma conta, temos uma das mais marcantes transformações de pessoa em lobisomem da história. O segundo filme é inferior, mas diverte por ser puxado pro trash e tem a presença do saudoso Christopher Lee. Do 3 em diante a qualidade dos filmes é duvidosa, especialmente o revival de 2011 que seguiu a linha de Crepúsculo. Mas para quem gosta daquelas produções duvidosas dos nostálgicos tempos do VHS, pode ser curioso acompanhar a saga. Mas veja ao menos os dois primeiros. Existe uma pequena chance de produzirem um remake.

Filmes:

Grito de Horror (1981)

Grito de Horror 2 (1985)

Grito de Horror 3: A Nova Raça (1987)

Grito de Horror 4: Um Arrepio na Noite (1988)

Grito de Horror 5: O Renascimento (1989)

Grito de Horror 6 (1991)

Grito de Horror 7 (ou Um Lobisomem na Califórnia, 1995)

Grito de Horror: Lua Nova, Sangue Novo (2011)



Colheita Maldita: 9 filmes.




Está aí um exemplo de uma saga que marcou muita gente. Levemente baseada no livro Children of the Corn do mestre Stephen King. Não está entre as minhas favoritas. Inclusive, na minha opinião não precisava ter tantos filmes, totalmente desnecessários já que a história fica repetitiva demais. Mas a franquia fez muito sucesso em VHS. O melhor é o primeiro, mais intrigante e com uma marcante cena de abertura. Do segundo ao quinto merecem ser vistos, apresentam uma ou outra ideia interessante, apesar de algumas "viajadas". Algumas estrelas tiveram as carreiras decoladas na franquia, como Naomi Watts (no quarto filme) e Eva Mendes (no quinto). O final do terceiro filme tem uma cena bizarra de um pé de milho gigante atacando no centro de uma cidade grande (rsrs). Depois destes primeiros, foram apenas cópias, repetições e tentativas de extrair alguma coisa dali. Apesar de batida, a franquia apresentou esta ideia polêmica de uma religião ou seita que faz com que as crianças matem os adultos. Com um potencial desses, poderia sair coisa melhor, mas a saga está aí para quem quiser maratonar.


Filmes:


Colheita Maldita (1984)

Colheita Maldita 2: O Sacrifício Final (1992)

Colheita Maldita 3 - A Colheita Urbana (1995)

Colheita Maldita 4 (1996)

Colheita Maldita 5 - Campos do Terror (1998)

Colheita Maldita 666 - Isaac Está de Volta (1999)

Colheita Maldita 7 (2001)

A Colheita Maldita (2009)

Colheita Maldita: Gênesis (2011)




HellRaiser: 9 filmes + 1 à caminho.



Talvez o mais próximo de ser conhecido aqui na lista, ainda assim não teve tanto destaque. A franquia britânica HellRaiser também apresenta uma história original e tem um universo próprio. Baseados nos livros de mesmo nome do mestre do horror Clive Barker (o segundo melhor escritor de terror após Stephen King), a franquia fala sobre infernos internos. Sobre como o masoquismo, luxúria, mentiras e ambição acarretam para si consequências terríveis, onde você é o responsável pelo próprio mal que atrai. Você libera seus próprios infernos internos. Cada filme traz uma história diferente, com personagens duvidosos "purgando" pelos seus atos hediondos. Os guardiões do submundo são os Cenobitas, espécie de juízes dos castigos. O líder deles é Pinhead (cara de pregos, literalmente), onde castiga os merecedores e às vezes os faz alucinar ou viajar pra o submundo. É uma franquia bastante pesada, toda ela para maiores de idade. Somente os 4 primeiros passaram nos cinemas, sendo que só o primeiro fez de fato sucesso. Do quinto em diante foram lançados direto em VHS e DVD. Não precisava ter tantos filmes, o último é bem ruim na verdade, mas todos os outros ao menos divertem. O primeiro é o melhor, um filme perverso, obscuro, diferente e subversivo. Existe uma cena nele que marcou o ano de 1987, onde de uma gota de sangue se reconstitui todo um corpo, com ossos, nervos, músculos e órgãos. A cena feita em uma mistura de maquiagem, stop motion (massa de modelar), computação gráfica primitiva e aceleração de câmera foi algo inovador e surreal. O segundo é o único filme que é continuação direta, começando de onde terminou o primeiro. A protagonista dos dois primeiros viria a aparecer em uma reviravolta no sexto filme. O terceiro filme foi um dos mais eletrizantes, embora confuso. O filme tem grande orçamento e se passa na cidade grande. O quinto filme lembra bastante o jogo e filme Max Payne, seja pelo estilo noir ou fotografia. Há um remake à caminho faz anos, fãs da franquia torcem para que se concretize. HellRaiser é para amantes de terror mais extremo e fantasioso, foge um pouco dos padrões hollywoodianos e é de fato obscuro.

Filmes:

Hellraiser: Renascido do Inferno (1987)

Hellraiser2: Renascido das Trevas (1988)

Hellraiser 3: Inferno na Terra (1992)

Hellraiser 4: Herança Maldita (1996)

Hellraiser: Inferno (2000)

Hellraiser: Caçador do Inferno (2002)

Hellraiser: O Retorno dos Mortos (2005)

Hellraiser 8: O Mundo do Inferno (2005)

Hellraiser: Revelações (2011)





A Hora do Pesadelo: 9 filmes + 1 à caminho.



Esta talvez seja a mais famosa saga aqui da lista. Sem dúvida é a que mais tem fãs, realmente adoradores do Freddy Krueger. Eu não chego a ser um fã dos filmes, até porque do 3 em diante houve muita comédia e pouco terror. Mas reconheço que é uma grandiosa saga de terror com humor negro. Os melhores? O primeiro e o sétimo, ambos dirigidos pelo saudoso mestre do terror Wes Craven (também criador de Pânico), falecido em 2015. O primeiro é marcante, o mais assustador, tem ideias inovadoras, grandes efeitos especiais para a época e tem a participação de um iniciante e jovem Johnny Depp. O segundo é mediano, mas ainda bom. Do três ao seis se peca pelo excesso de piadas do Freddy e bobagens quase trash. O sétimo tem a retomada do direto Craven e é lotado de metalinguagem, pois neste filme os seis primeiros são apenas filmes de Hollywood, mas daí tudo começa a se tornar real. Parece que foi aqui que Cravem teve a ideia de trabalhar com metalinguagem, ou o filme dentro do filme, que seria o centro da franquia Pânico. Em 2003 veio o crossover com Sexta-Feira 13, que vale como oitavo filme desta saga e décimo primeiro do Jason. Apesar de icônico, o filme carece de roteiro e terror. Um injustiçado remake foi lançado em 2010, que apesar de falho no roteiro, tem um ator diferente no papel do Freddy, o bom Jackie Earle Haley (o Rorschach de Watchmen). O filme tem ótimos efeitos visuais modernos e a boa atuação da protagonista Rooney Mara, que estourou aqui. A Hora do Pesadelo é imortal, amada pela cultura pop e Robert Englund será eternamente lembrado pelo célebre papel. Um reboot já está sendo preparado, para lançamento inicial em 2019, talvez antes, talvez depois. 



Filmes:

A Hora do Pesadelo (1984)

A Hora do Pesadelo 2: A Vingança de Freddy (1985)

A Hora do Pesadelo 3: Os Guerreiros dos Sonhos (1987)

A Hora do Pesadelo 4: O Mestre dos Sonhos (1988)

A Hora do Pesadelo 5: O Maior Horror de Freddy (1989)

A Hora do Pesadelo 6: Pesadelo Final - A Morte de Freddy (1991)

O Novo Pesadelo: O Retorno de Freddy Krueger (1994)

Freddy X Jason (ou Freddy vs Jason, de 2003)

A Hora do Pesadelo (2010)

A Hora do Pesadelo (sai possivelmente em 2019)





Halloween: 10 filmes + 1 à caminho.



Outra saga que está entre as minhas favoritas, recomendo todos os 10 filmes. O assassino Michael Myers marcou época. O primeiro filme de 1978 é um dos maiores clássicos dos filmes slashers (de assassinato em série) e da história do terror. A maneira como o mestre John Carpenter mostra a visão do assassino, o voyeulismo da câmera, os plano-sequência dentro da casa, a presença da jovem Jamie Lee Curtis (que viria a se tornar uma das maiores scream queens do cinema, daí a importância dela na série Scream Queens); a atmosfera amedrontadora, tudo em Halloween de 1978 torna-o o clássico cult que é hoje. A continuação de 1981 foi ótima, sendo uma história direta, que se passa em um hospital, após os acontecimentos do primeiro. O terceiro é injustiçadamente considerado o pior da saga, mero engano. A ideia era fazer uma história totalmente nova sobre o dia das bruxas, misturando as origens druidas e místicas da data com um pouco de ficção. O filme é divertido, original, diferente e traz fortes críticas sociais e ao consumismo. Note como o jingle (musiquinha) da propaganda de TV pega na cabeça e influencia as crianças, criticando a geração totalmente influenciada pela TV e meios de comunicação que já se formava na época. O quarto filme traz o assassino mascarado Myers de volta. Ele e o quinto são continuações diretas e muito boas. O sexto filme também é muito injustiçado, pois é um dos mais eletrizantes e bem produzidos, além da ótima trilha sonora. O sétimo é um capítulo à parte, lançado exatamente 20 anos depois do original, a história avança 20 anos e temos o retorno de Jamie Lee curtis, em um revival sensacional e possivelmente uma das melhores sequências dos filmes de terror. O oitavo filme de 2002 tem boas críticas aos reality shows e à mídia, mas é o mais fraco da saga. Em 2007 o polêmico roqueiro Rob Zombie (diretor de Rejeitados Pelo Diabo) lança sua versão, mostrando a origem do assassino, suas crueldades já na infância e o que o levou a ser o monstro que é. Apesar de detonado, o filme é muito pesado e bem estruturado, com um aspecto amador e sujo que dão realismo ao longa. O filme saiu aqui no Brasil somente em 2009. Nesta época saia lá fora a continuação, que chegou em nossas terras em 2010, esta inferior ao de 2007, mas com momentos perturbadores e psicodélicos. Halloween é obrigatório para os fãs do terror, uma saga incrível e assustadora, que carrega no seu nome o peso desta data temática. 


Filmes:


Halloween - A Noite do Terror (1978)

Halloween 2 - O Pesadelo Continua (1981)

Halloween 3: A Noite das Bruxas (1982)

Halloween 4: O Retorno de Michael Myers (1988)

Halloween 5 - A Vingança de Michael Myers (1989)

Halloween 6: A Última Vingança (1995)

Halloween H20 - Vinte Anos Depois (1998)

Halloween - Ressurreição (2002)

Halloween - O Início (2007)

Halloween 2 (2009)

Halloween (sai em 2017)




Horror em Amityville: 9 filmes oficiais, 4 não oficiais e + 1 oficial à caminho.



Sou fã dos dois primeiros filmes e do remake. Os demais até dão pro gasto, com destaque para o quarto e o oitavo. Amityville é "baseado em fatos reais" e mostra os acontecimentos das famílias que viveram na casa ou tiveram algum contato com objetos saídos dela. Os casos envolvendo a casa amaldiçoada da Avenida Ocean n° 112 em Long Island, NY; renderam uma das maiores e mais notáveis franquias do horror. Os dois primeiros filmes são absurdamente apavorantes e bem realizados. Do quinto em diante foram produções direto para VHS, com destaque para o oitavo, que apesar de ter cenas trash, é bem misterioso e apresenta bom ritmo, numa história envolvendo uma casinha de boneca réplica da casa real. O nono filme oficial foi o remake de 2005 com Ryan Reynolds (Deadpool), tão bom quanto os originais. Depois disso, a franquia recebeu diversos filmes não oficiais, produções suspeitas que só se aproveitaram do nome da franquia, o que inclui um "documentário" de 2013. O novo filme oficial está pronto faz anos, sendo adiado várias vezes. Primeiro ia sair no Halloween de 2014, depois foi cancelado para várias datas diferentes em 2015 e 2016. Agora ele está agendado para início de 2017, torçamos para que saia de vez. Apesar desta demora ser mal sinal, Amityville tem nome e mistérios o suficiente para aguardarmos a produção. 


Filmes:

Terror em Amityville (1979)

Amityville 2 - A Possessão (1982)

Amityville 3 - O Demônio (ou Amityville 3D, de 1983)

Amityville 4 - A Fuga do Mal (1989)

Amityville 5 - A Maldição de Amityville (1990)

Amityville 6: Uma Questão de Hora (1992)

Amityville 7: Uma Nova Geração (1993)

Amityville 8: A Casa Maldita (1996)

Horror em Amityville (2005)

Amityville: The Awakening (sai em 2017)



Filmes não oficiais:

The Amityville Haunting (2011)

My Amityville Horror ("documentário", de 2013)

The Amityville Asylum (2013)

The Amityville Terror (2016)





Mestre dos Brinquedos: 12 filmes + 1 à caminho.



Esta franquia tem sim seus fãs, principalmente para quem alugava VHS ou assistia algumas faixas de filmes nos anos 90, meios nos quais ela fez sucesso. A franquia criada pela mente do produtor B Charles Band traz bonecos que foram trazidos à vida por meio de experimentos nazistas. É óbvio de que não seriam inofensivos. Recomendo fortemente os 5 primeiros. É incerto quais saíram nos cinemas e a partir de qual saíram direto em VHS e DVD. A verdade é que não precisavam de tantos filmes, poderiam ter terminado no quinto. Mas para quem é fanático por sagas completas, pode ver todos. No quarto e quinto filmes, a história toma novos rumos, bem legais. Além de serem interligados, nestes filmes surgem pequenos monstros diabólicos. Então os brinquedos assassinos passam a ser os heróis da trama (pois são vítimas dos nazistas) e fazem amizade com um menino, o protegendo destes monstros. É uma verdadeira batalha de monstros miniaturas. Em 2004 foi lançado um crossover entre esta franquia e outra também criada por Charles Band, os 'Brinquedos Diabólicos'. Neste filme ocorre uma guerra civil entre os brinquedos, em um filme não tão bom, mas muito curioso. Retro Puppet Master não é bem um filme, mas uma literal retrospectiva dos filmes anteriores. O melhor é o primeiro, chega o mais próximo do verdadeiro terror e tem algumas cenas muito bem orquestradas, com uma câmera rente ao chão, dando o ponto de vista dos brinquedos. É uma saga curiosa que merece ser vista, mais pela nostalgia. Há pequenas chances de surgir um remake, com os produtores de G.I. Joe e iniciar uma franquia expandida e com melhores recursos.

Filmes:

O Mestre dos Brinquedos (ou Bonecos da Morte, 1989)

O Mestre dos Brinquedos 2 (1991)

A Volta do Mestre dos Brinquedos (1991)

O Mestre dos Brinquedos 4 (ou Bonecos em Guerra, 1993)

O Mestre dos Brinquedos 5: O Capítulo Final (ou Bonecos em Guerra: O Capítulo Final, 1994)

A Maldição dos Brinquedos (1998)

Retro Puppet Master (1999)

Puppet Master: O Legado (2004)

Puppet Master vs Brinquedos Diabólicos (ou Brinquedos Diabólicos, 2004)

Puppet Master: O Eixo do Mal (2010)

Puppet Master X: Axis Rising (2012)

Puppet Master: Axis Termination (2016)
, já saiu em alguns lugares do mundo direto para streaming, mas segue sem previsão aqui ou em sites de download.




Sexta-Feira 13: 12 filmes + 1 à caminho.



Chegamos ao fim com o campeão: Jason Voorhees. O grandão tem 12 filmes, todos oficiais e lançados no cinema! É outra saga slasher obrigatória para os amantes do gênero. Apesar de precários, os dois primeiros filmes marcaram o início dos anos 80 e colocaram o terror e o estilo slasher no topo da cultura pop na época. Do terceiro em diante temos orçamentos maiores e histórias mirabolantes. Considero o quarto como o melhor de toda franquia, com um final chocante e que daria um "fim" à história. O terceiro vem logo atrás, com um filme eletrizante. O oitavo é bastante detonado, mas é um filme diferente, que tem críticas sociais (como o lixo e poluição que derrota Jason em Nova York) e um aspecto noventista (estilo noir urbano, etc). Apesar de chato, o nono filme tem como curiosidades alguns easter eggs com Evil Dead e A Hora do Pesadelo, já indicando um crossover entre Jason e Freddy. O décimo filme se passa no futuro e no espaço, com Jason metado ciborgue. É um filme bem ruim, mas que de tão ruim chega a ser interessante. Uma espécie de ficção científica trash. O já falado crossover Freddy vs Jason funciona como oitavo filme de A Hora do Pesadelo e décimo primeiro de Sexta-Feira 13, que apesar de ter esta reunião épica, tem um roteiro muito bobo e Jason fica totalmente apagado diante as falaçadas de Freddy. O remake de 2009 foi o último até então, é o mais forte em mortes e nudez, com um ritmo acelerado e um Jason mais ágil, que corre e pula. Apesar de bom, falta-lhe a nostalgia dos anteriores. O décimo terceiro filme de Sexta-Feira 13 (irônico, não?) chega aos cinemas ano que vem e é mais uma grandiosa saga a ganhar um novo capítulo. Nostalgicamente se passará novamente no anos 80 e os fãs aguardam ansiosos.


Filmes:

Sexta-Feira 13 (1980)

Sexta-Feira 13 - Parte 2 (1981)

Sexta-Feira 13 - Parte 3 (1982)

Sexta-Feira 13 - Parte 4 - O Capítulo Final (1984)

Sexta-Feira 13 - Parte 5 - Um Novo Começo (1985)

Sexta-Feira 13 - Parte 6 - Jason Vive (1986)

Sexta-Feira 13 - Parte 7 - A Matança Continua (1988)

Sexta-Feira 13 - Parte 8 - Jason Ataca Nova York (1989)

Jason Vai Para o Inferno: A Última Sexta-Feira (1993)

Jason X (ou Sexta-Feira 13 - Parte 10, de 2001)

Freddy vs Jason (ou Freddy X Jason, de 2003)

Sexta-Feira 13 (2009)


Sexta-Feira 13 (sai em 2017)

Gostou da lista? Conhece alguma outra saga de terror que também foi tão longa assim?



Minha Visão do Cinema

Um comentário :

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...