Especial: Dicas de livros para os amante da Sétima Arte


Se você é um cinéfilo que, além de gostar muito de ver todo tipo de filme, ainda é um entusiasta em aprender os mecanismos e a história do Cinema, porque não juntar essa paixão com a da leitura? Trazemos hoje cinco excelentes indicações de livros que vão expandir seu conhecimento e seu gosto pela Sétima Arte. São obras acessíveis que abordam de maneira didática tanto aspectos técnicos quanto históricos. Elas vão ampliar sua análise crítica e, em consequência, sua satisfação com as diversas facetas cinematográficas.


1 – Como Ver Um Filme

Autora: Ana Maria Bahiana

Editora: Nova Fronteira


Certamente é o livro mais indicado para quem está se iniciando no mundo cinematográfico e tem curiosidade em saber como ele funciona. A jornalista Ana Maria Bahiana consegue o grande mérito de falar sobre o Cinema em seus aspectos gerais usando a linguagem mais simples possível. Partindo de uma ordem sintética de como um filme é feito, o livro fala sobre a pré-produção, o roteiro, direção, fotografia, pós-produção, os gêneros; e ainda dá uma pincelada nos aspectos gerais de linguagem. Uma boa escolha para uma leitura leve e prazerosa.


2 – Tudo Sobre Cinema

Autores: Christopher Frayling / Philip Kemp

Editora: Sextante


O livro é um grande guia da evolução histórica do Cinema. Aborda seu nascimento, em 1895, e vai até os dias de hoje. Não é uma obra que fala especificamente sobre linguagem, mas sobre a cronologia dos movimentos cinematográficos mais importantes e os filmes os representam. É uma espécie de catálogo resumido de temáticas e movimentos importantes, tanto do cinema hollywoodiano quanto do estrangeiro. Aqui você vai ler sobre o nascimento dos grandes estúdios, sobre vanguardas cinematográficas (Montagem Soviética, Surrealismo, Expressionismo Alemão, Neorrealismo Italiano, Nouvelle Vague, Nova Hollywood), sobre o cinema em suas regiões (latino, europeu, escandinavo, oriental, africano) e sobre gêneros cinematográficos em suas respectivas épocas (Terror, Drama, Épicos, Pós-Guerra, Faroeste, Noir, etc.).


3 – A Linguagem Cinematográfica

Autor: Marcel Martin

Editora: Brasiliense


Com uma abordagem mais acadêmica, o crítico Marcel Martin trata quase que exclusivamente da linguagem que faz o nascer e o acontecer do Cinema. Entenda como se dá o conceito de reprodução da realidade e do papel criador da câmera; como são classificados os planos, cortes, enquadramentos, movimentos de câmera; como a narrativa se constrói e porque ela é absorvida pelo expectador. Entenda o porquê da montagem ser considerada o aspecto mais importante do processo fílmico e como ela cria e transmite ideias para além do simples olhar. É certamente uma obra voltada para quem quer desenvolver um conhecimento mais técnico do Cinema e, assim como o exemplo anterior, também tem o poder de expandir a visão do cinéfilo.


4 – Por Dentro do Roteiro

Autor: Tom Stempel

Editora: Zahar


Já imaginou o que um roteirista teve de pensar para que um filme fosse tão bem escrito? Ou que ele deveria ter feito para melhorar um filme ruim? O professor de cinema Tom Stempel traz neste livro uma análise de roteiros famosos da história do cinema, os bons e os ruins, e através de um exercício quase recíproco com o leitor, procura interpretar os processos de criação de uma história: a estrutura do roteiro, os diálogos, o desenvolvimento dos personagens, as motivações, os erros e os acertos de filmes como Janela Indiscreta, Star Wars, Titanic, Lawrence Da Arábia, entre outros.


5 – Como a Geração Sexo, Drogas e Rock´n Roll Salvou Hollywood

Autor: Peter Biskind

Editora: Intrínseca


Provavelmente o mais insano e divertido da lista. A época é o final da década de 60, nos EUA, quando os donos dos estúdios estavam ultrapassados e viam suas grandes produções darem prejuízo na bilheteria. Resolvendo arriscar seus investimentos em sangue novo, os chefões de Hollywood deram oportunidade a uma geração de novos cineastas saídos das faculdades de cinema e influenciados pelas vanguardas europeias. Entre eles estavam Arthur Penn, Robert Altman, Francis Ford Coppola, Martin Scorsese, Peter Fonda, Warren Beatty, Hal Ashby, Peter Bogdanovich, Michael Cimino, Brian de Palma, William Friedkin, Steven Spielberg e George Lucas. A obra é um retrato amplo da influência da contracultura americana no cinema e conta com diversos depoimentos e histórias insanas das produções de vários filmes icônicos. Entre as passagens mais interessantes, podem-se destacar as dos bastidores conturbados de Bonnie e Clyde e Sem Saída, o comportamento maníaco de William Friedkin no set de O Exorcista, a saga épica da filmagem de Apocalypse Now, as dificuldades de trabalhar com Marlon Brando e as loucuras e perigos de uma geração que presenciou a Guerra do Vietnã, Woodstock, drogas e a família Manson. A Nova Hollywood, como é chamada hoje, foi uma das épocas mais férteis da história do cinema americano, quando seus avanços estéticos e temáticos marcaram o fim da Era de Ouro de Hollywood... pelo menos até a invenção dos blockbusters por Spielberg e Lucas.


O que achou das indicações? Comente abaixo e dê também suas dicas.

João Rafael

Estudante de Engenharia Civil no UniCeub e de cursos de Cinema avulsos que forem aparecendo pela frente. Sempre interessado em discutir os as causas e consequências da Sétima Arte.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...