TOP: 5 Filmes de Terror Trash


Muita violência, sangue, nudez e humor negro. Os filmes de terror trash são conhecidos mundialmente por essas características e por serem feitos com baixos orçamentos (mais baixos até do que dos filmes B). O estilo trash divide muito as opiniões, tendo um público quase "ame ou odeie". Mas os que são fãs desse gênero, o tratam com muito amor e carinho. Tratam-se de produções que levam o exagero ao pé da letra, entregando assim filmes únicos que destoam muito de qualquer outro gênero.





Os filmes trash são mal feitos de propósito, e ironicamente, acabam muito bem feitos no quesito de efeitos e maquiagens. O cinema atual, por ter avançado muito nas partes técnicas, deixou de lado esse tipo de maquiagem, para usar (quase exclusivamente) o CGI (efeitos especiais por computação gráfica). A maquiagem estilo trash dava uma aparência especial e até um pouquinho realista aos mortos-vivos, cadáveres ou qualquer tipo de monstro (pelo menos, mais do que os criados do computador). Hoje em dia, infelizmente, quase não há o uso desse efeito tão legal que marcou o cinema.

Filmes trash são filmes que não têm medo de fazer uma história nojenta e ridícula. Afinal, essa é a graça do trash! Por isso, o Minha Visão do Cinema, preparou com carinho alguns dos melhores filmes de terror trash para você assistir nesse Halloween. Então deixe a pipoca de lado e pegue os saquinhos de vômito, e vamos para a lista!

1. A Hora do Espanto (1985, de Tom Holland)



Charley é um garoto comum, que se preocupa com a escola e a namorada, até que um dia começa a suspeitar que seu novo vizinho, Jerry Dandridge, é um vampiro, ao vê-lo carregando um caixão no meio da noite. O que desencadeia uma investigação por parte de Charley, que se tornará frustrante para o garoto. 
A Hora do Espanto não exagera no sangue e violência, se mantém num suspense até o clímax trash.

É um bom filme para quem ainda não conhece o gênero mas quer começar, por isso ficou no topo da lista. Dirigido por Tom Holland (Brinquedo Assassino e A Maldição), esse longa é um marco para o gênero de terror dos anos 80, que já tinha decidido deixar de lado os filmes de vampiros. Além de inovar ao misturar terror com comédia, servindo de influência para filmes posteriores. Numa pegada mais leve comparada a outros do mesmo estilo, esse terror trash rende em bons sustos. Devido a grande repercussão na época, ganhou uma sequência, mas que não obteve o mesmo sucesso. Foram feitos dois remakes com os mesmos nomes, em 2011 e 2013.


2. Planeta Terror (2007, de Robert Rodriguez)


Depois de liberada uma arma biológica experimental, milhares de pessoas são transformadas em zumbis. Um grupo de civis precisa sobreviver ao apocalipse e parar os infectados, e além de tudo isso, descobrir quem está por trás de todo o caos. Cherry Darling, um dos membros mais marcantes do grupo, é uma das características mais trash do filme: após perder a sua perna, Darling instala uma metralhadora em seu lugar e usa o poder da mente para atirar!

Recheado de humor negro, Planeta Terror é um tributo aos filmes antigos de zumbi e de terror trash. É o filme mais jovem da lista, e também o mais cômico. Escrito e dirigido pelo cineasta norte-americano, Robert Rodríguez (Machete e Um Drink no Inferno), o filme tem todas as bizarrices de um filme trash e é divertidíssimo. Quando lançado, recebeu várias críticas positivas, porém não foi um sucesso nas bilheterias. Planeta Terror ainda conta com uma breve aparição do diretor, roteirista e amigo de longa data de Rodriguez, Quentin Tarantino.

3. Uma Noite Alucinante (1981, de Sam Raimi)


Cinco amigos decidem passar um final de semana tranquilo em uma cabana isolada, mas após encontrarem um antigo livro de bruxaria, o "Livro dos Mortos", e uma gravação, os espíritos adormecidos no bosque são despertados e começam a possuir os jovens um a um. Carregado de violência, sangue e humor negro, Uma Noite Alucinante é o clássico dos clássicos quando se trata de terror trash. As cenas violentas e sangrentas eram tantas, que na época de seu lançamento, o filme chegou a ser proibido em vários países (entre eles, Alemanha, Islândia e Irlanda). Um dos momentos mais marcantes do longa, é a angustiante cena em que uma das garotas é estuprada por galhos de uma árvore.

Sam Raimi (Homem-Aranha e Arraste-me para o Inferno) dirigiu e escreveu o filme, que rendeu em duas sequências, que acabaram fazendo tanto sucesso como o primeiro. Enfrentando um exército de mortos-vivos e até passando por séculos diferentes, a saga de Uma Noite Alucinante é um grande marco para o gênero de terror trash. O longa teve um remake em 2013, chamado A Morte do Demônio, que teve críticas tanto boas como ruins. Atualmente, um seriado dá sequência aos filmes, mais de vinte anos depois. Intitulada de Ash vs Evil Dead, a série de TV estreou em 2015 e está em sua segunda temporada. Conta com o protagonista da trilogia original, Bruce Campbell como Ashley "Ash" Williams. O seriado é tão trash quanto os filmes, uma verdadeira pérola entre as séries atuais!


4. Um Lobisomem Americano em Londres (1981, de John Landis)


David Kessler e Jack Goodman são dois estudantes americanos que viajam para a Inglaterra, quando são atacados por um animal misterioso. Jack é morto mas o amigo sobrevive. David não se lembra de ter sido atacado e começa a receber visitas do amigo morto, dizendo que ele foi mordido por um lobisomem e que logo, se transformará em um.


A cena mais marcante de Um Lobisomem Americano em Londres (que até o título já tem um ar trash) é a transformação do protagonista em lobisomem, que é completamente fantástica. Não é a comum transformação em monstro que vemos nos filmes atuais, que o ator se transforma rapidamente e sai por aí felizão. Ela acontece aos poucos, ao som de "Blue Moon", com o garoto berrando de dor. E o resultado é um lobisomem assustador. Não à toa, o filme recebeu vários prêmios pela maquiagem. Além disso, claro, o filme explora um bom humor negro e consegue ter um ar aterrorizante. Dirigido por John Landis (Os Irmãos Cara-de-Pau), é um filme muito interessante que junta um personagem clássico do terror e o adere muito bem ao trash.


5. Fome Animal (1992, de Peter Jackson)


Lionel é um cara tímido que passa os dias cuidando da mãe exigente e ciumenta, até que conhece Paquita, com quem tenta se relacionar. Num inocente encontro no zoológico, a mãe de Lionel o segue e acaba sendo mordida por um macaco-roedor do sul da Sumatra, uma ilha da Indonésia. A mordida, porém, faz com que ela se transforme em um monstro sedento por sangue humano.


Peter Jackson, diretor das sagas O Senhor dos Anéis e O Hobbit, mostrou com Fome Animal que também sabe se virar com um baixo orçamento. Além de dirigir, também escreveu o roteiro, em parceria com Fran Walsh e Stephen Sinclair. Violência, humor negro e (muito) sangue. Para se ter uma ideia, a produção do filme chegou a registrar mais de trezentos litros de sangue falso. O longa chega a impressionar na criatividade em maneiras como o monstro pode matar alguém. Com certeza, um dos trash mais sujos e nojentos. Essencial para cinéfilos!



Deixe um comentário se gostou da lista ou se quiser indicar um terror trash favorito seu que não está aqui!

Tayná Garcia

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...