Crítica: Sully - O Herói do Rio Hudson (2016, de Clint Eastwood)



Filmes biográficos são sempre gostosos de assistir e Sully - O Herói do Rio Hudson é a prova disso! A obra, dirigida por Clint Eastwood, estreia no Brasil na próxima semana e irá contar a trajetória de Chesley "Sully" Sullenberger, Capitão que sofre um incidente em uma de suas viagens, o que o leva a fazer uma aterrissagem no lugar mais viável que pretende: o Rio Hudson. Toda esta situação fez com que o fato ficasse conhecido como "Milagre no Rio Hudson". Estrelado por astros como Tom Hanks e Aaron Eckhart, o longa é certamente uma ótima pedida pra quem aprecia filmes baseados em histórias reais!





Em 15 de Janeiro de 2009, após a perda de duas turbinas devido a uma colisão em alguns pássaros, o Capitão Chesley "Sully" Sullenberger e o Primeiro Ministro Jeff Skiles aterrissaram um Airbus A320 em pane com 155 passageiros a bordo no Rio Hudson, são e salvos. Sully passa então a ser visto como herói pela imprensa e pelas pessoas. Contudo, a investigação oficial relata que um dos motores esquerdos não estava danificado, pois o mesmo funcionava em marcha lenta. Além disso, o simulador de voo indicava que seria possível aterrissar em LaGuardia ou Teterboro. A partir daí, Sully encontra-se obrigado a se defender na comissão. Caso contrário, deverá proteger sua reputação e carreira, mostrando novas provas do incidente. Será que ele conseguirá sair dessa?



Hoje sabemos que nem toda adaptação hollywoodiana é totalmente fiel ao original, o que dependendo da situação atrapalha ou não a história. Neste caso, não o fez assim, pois uma vez que a biografia seja bem contada e os detalhes tenham sido passados da maneira correta ao público, é que o filme vale o ingresso. Aqui não podia ser diferente: o enredo foi muito bem trabalhando pelo diretor, assim como as informações transmitidas. Não há nada que vá confundir o espectador; justo pelo contrário: recordamos a maioria do que nos é dito, visto que a trama não é complexa e à medida que a fita corre, criamos certa empatia pelos personagens; em particular o de Tom, Sully.






Primeiramente, palmas para o grande Tom Hanks, que após inúmeros trabalhos, ainda leva jeito. Ele simplesmente faz o que sabe de melhor: entregando sua performance de corpo e alma. Já Aaron Eckhart também não decepciona no papel de Jeff Skiles, atuando de forma convincente e sem enrolar o telespectador! Contamos também com a presença de Laura Linney como a esposa de Sully, Lorraine Sullenberger, nos surpreendendo desde O Exorcismo de Emily Rose. No elenco secundário temos ainda Anna Gunn, do seriado Breaking Bad, Mike O'Malley (Um Homem Entre Gigantes), Jamie Sheridan (Spotlight - Segredos Revelados), Sam Huntington (Dylan Dog e As Criaturas da Noite) e Chris Bauer (True Blood); estes com desempenhos razoáveis.



Ademais, a suave trilha sonora composta por Christian Jacob junto com o incrível jogo de fotografia (inclusive IMAX) te faz adentrar no mundo daqueles personagens e de não "desgrudar os olhos" da tela no decorrer das cenas, que duram em torno de 1 hora em 35 minutos (algo relativamente curto). Destaco, aliás, outro ponto que é a linda fotografia: possui ângulos cuidadosamente trabalhados e um jogo de câmeras excepcional. A cena da aterrissagem do avião então é no mínimo fantástica!






Em síntese, Sully - O Herói do Rio Hudson felizmente se encaixa naqueles dramas preferíveis a todas as pessoas e não somente ao público-alvo. Clint Eastwood realmente está de parabéns ao nos prestigiar uma película de roteiro fabuloso, com direito a tiradas cômicas. Garanto a você, caro leitor, ele é entretenimento puro e de qualidade. Recomendado!





Título Original: Sully

Direção: Clint Eastwood

Elenco: Tom Hanks, Aaron Eckhart, Anna Gunn, Laura Linney, Sam Huntington, Ahmed Lucan, Autumn Reeser, Brandon Van Vliet, Brett Rice, Chris Bauer, Chistopher Curry, Clayton Landey, Cooper Thornton, Doris McCarthy, Gary Weeks, Graham Sibley, Grant Roberts, Hold McCallany, Inder Kumar, Jeff Kober, Jerry Ferrara, Lynn Marocola, Marc Shouen, Patty Tobin, Wilbur Fitzgerald.

Sinopse: Em janeiro de 2009, o Capitão Chesley "Sully" Sullenberger pousou um avião em pane sobre o Rio Hudson, salvando a vida dos 155 passageiros do voo US Airways 1549. Nessa biografia, Clint Eastwood não irá apenas dramatizar "o milagre do Hudson" promovido pelo piloto veterano, como também contar a trajetória que transformou Chesley Burnett Sullenberger III num verdadeiro herói americano.


Trailer:



Mais imagens do filme:




Qual a sua expectativa para o filme? Assim que assistir, conte pra gente o que achar!

Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...