TOP 10: Animes que vão fazer você submergir no mundo da fantasia


Nessa última semana, nós ficamos muito animados com a notícia de que o diretor Hayao Miyazaki vai deixar de lado sua aposentadoria para dirigir mais um filme para a Studio Ghibli. Miyazaki é um dos diretores de maior reconhecimento na Ghibli e a notícia de que ele vai voltar causou muito alvoroço entre nós otakus (amantes de animações japoneses). E para comemorar essa notícia especial, o Minha Visão do Cinema decidiu reunir dez animes que merecem receber todo o amor e carinho desse mundo. Então pegue a sua pipoca e confira nossa lista!

1. Princesa Mononoke (1997, de Hayao Miyazaki)


Ashitaka é um príncipe que foi infectado por uma maldição chamada Tatarigami e que agora, tem seus dias contados. Sem perder as esperanças, ele parte em busca de uma cura e logo se encontra no meio de uma guerra entre uma colônia de mineração e grandes lobos da floresta, liderados por San, a princesa Mononoke. Decidi iniciar a lista com esse anime por ser meu favorito e um dos mais icônicos e amados da Ghibli! São diversas as características que o torna tão especial e vou citar os principais aqui. Princesa Mononoke é um anime lindo e sensível, cheio de simbolismos. A maneira em que questões tão atuais de nossa sociedade são inseridas no mundo utópico da trama é simplesmente incrível e vemos vários temas sendo levantados e até criticados. A valorização e desvalorização da natureza, o egoísmo do ser humano, a autodestruição do homem e o feminismo são os principais. E é impressionante pensar que um único anime de apenas duas horas consegue levantar tudo isso e de maneira tão eficaz! Sem contar que, o anime foi lançado no fim dos anos 90.

Os personagens por si só já são peças cruciais cheias de simbolismos. Ashitaka é a pura interpretação de nunca desistir, sempre ter esperança nos seres humanos, por mais ruins que eles sejam. E claro, a princesa Mononoke é uma ótima personificação do feminismo e da desconstrução da palavra "princesa". Como crescemos com muito acesso à cultura ocidental, quando pensamos em princesas logo estereótipos construídos pela Disney aparecem. E claro, consequentemente pensamos no príncipe, pois segundo o que nos foi estipulado, uma princesa precisa de um príncipe para ter seu final feliz para sempre. Mas a princesa Mononoke é bem o contrário disso. É uma garota órfã, criada pelos lobos gigantes, que sozinha luta por seus ideais contra um inimigo bem maior que ela, em vez de só sentar e esperar para o seu príncipe chegar e salvar o dia. E claro que no meio disso tudo, não podemos deixar de finalizar que Mononoke é um ótimo exemplo de girl power, desconstruindo estereótipos de meninas e mulheres já ultrapassados. Princesa Mononoke é um anime muito importante e essencial!

"A vida é sofrimento. É dura. O mundo é amaldiçoado. As pessoas são amaldiçoadas. Mas mesmo assim encontramos razões para continuar vivendo!"


2. A Viagem de Chihiro (2001, de Hayao Miyazaki)


Chihiro é uma garotinha de dez anos que está se mudando de cidade com os pais. No caminho da viagem, eles percebem um túnel estranho e por culpa da curiosidade, decidem explorá-lo. Eles acabam em uma cidade aparentemente deserta, sem nenhum habitante. Seus pais encontram comida em uma das barracas e decidem comer, enquanto Chihiro explora sozinha a cidade. Logo ela se encontra com Haku, um menino que lhe diz para sair da cidade o quanto antes. Entretanto, ao procurar seus pais, se surpreende ao ver que os dois se tornaram porcos gigantes. Essa é a deixa para uma estranha viagem que Chihiro terá de fazer para ter seus pais de volta.

A Viagem de Chihiro é outro anime da Studio Ghibli muito conhecido e amado. Foi vencedor do prêmio de Melhor Animação no Oscar e a primeira animação a ganhar o Urso de Ouro. A simbologia está presente aqui também (como na maioria dos filmes da Ghibli, que é conhecida por criar histórias que todos nós podemos nos relacionar), mas desta vez com questões relacionadas a amadurecimento, coragem, trabalho infantil e racismo. Uma das características mais marcantes do filme é a evolução de Chihiro, seu amadurecimento quando precisou enfrentar situações difíceis para resgatar seus pais. É muito bonito ver esse crescimento da protagonista, mostrando que tudo aquilo que já vivenciamos - seja ele ruim ou bom - nos ajuda a ser aquilo que somos hoje. Miyazaki é um gênio e sabe criar perfeitamente novos "mundos", isso já sabemos, e em A Viagem de Chihiro não é diferente. Vemos aqui um universo completamente metafórico e uma história linda e emocionante de encher os olhos.

"Nunca nos esquecemos das coisas, apenas nos deixamos de lembrar delas."



3. O Mundo dos Pequeninos (2010, de Hiromasa Yonebayashi e Gary Rydstrom)


Arrietty e seus pais são pessoas minúsculas (literalmente). Os três moram escondidos nos recessos de uma casa suburbana, sem que a dona da casa saiba que eles estão vivendo ali. Seu pai faz pequenas viagens até os aposentos da casa toda noite, em busca de uma lasquinha de comida ou cubos de açúcar que possa pegar e levar para sua família. Arrietty já se vê crescida e pretende começar a ajudar o pai, então passa a se aventurar na casa em busca de suprimentos também. Até que uma amizade inesperada começa, entre Arrietty e Shawn, um garoto normal de doze anos que mora na casa.

Um anime doce e extremamente sensível, daqueles em que você assiste com um sorriso no rosto. Ele trata sobre vários temas, mas sobretudo a amizade e a vida. Como esperado da Ghibli, é um anime encantador que mesmo tendo uma premissa surreal, nos faz refletir sobre nossa vida e nosso dia-a-dia. Esperança, família, amizade, amor. Apesar do título, O Mundo dos Pequeninos não tem nada de pequeno, ele é um grande filme com uma mensagem enorme!

"É engraçado como você acorda cada dia e nunca sabe se vai ser esse o dia que vai mudar sua vida para sempre."



4. Perfect Blue (1997, de Satoshi Kon)


Mima Kirigoe é um membro de um famoso grupo de música pop chamado "CHAM!", tendo uma grande base de fãs que se autodenominam "Me-Mania". Apesar de todo o sucesso como cantora, Mima decide largar a carreira musical e se tornar atriz. No entanto, um fã obcecado pelo "CHAM!" não gosta de sua escolha e passa a persegui-la. No set de um filme que está gravando, Mima começa a ter dúvidas sobre seu senso de realidade, tendo muita dificuldade em distinguir a realidade da fantasia. Mima então se vê presa entre a obsessão de seu fã e sua luta contra a loucura.

Provavelmente o anime mais complexo, bizarro e cult da lista. Perfect Blue é um anime muito aclamado pela crítica. Ele até serviu de inspiração para alguns filmes conhecidos, como Cisne Negro e Réquiem para Um Sonho, ambos de Darren Aronofsky. O diretor estadunidense nunca confessou que de fato usou o anime de Satoshi Kon como inspiração para seus filmes, mas as similaridades entre os enredos e as cenas quase idênticas apontam o contrário. Perfect Blue é um anime denso e pesado, com um plot muito maduro e reviravoltas surpreendentes. É um excelente filme psicológico e o perfeito exemplo prático para quem acredita que anime é coisa de criança! Com certeza, Perfect Blue merece e deve ser visto por todos.

"Como você sabe que a pessoa que você era um segundo atrás é a mesma pessoa que você é agora?"



5. Túmulo dos Vagalumes (1998, de Isao Takahata)


Depois de um bombardeio americano durante a Segunda Guerra Mundial, um adolescente e sua irmã mais nova perdem seus pais e precisam sozinhos encarar o mundo num verdadeiro caos. Túmulo dos Vagalumes é sobre Seita, um jovem garoto que tenta ao máximo proteger e cuidar de sua irmãzinha, Setsuko. E juntos, dependendo inteiramente um do outro, lutam contra todas as probabilidades e dificuldades.

Túmulo dos Vagalumes é uma história de sobrevivência dolorosa e verdadeira sobre dois irmãos que precisam se virar sozinhos no meio de uma terível guerra. Deixei esse estrategicamente colocado em quinto, porque depois de assisti-lo, você provavelmente perderá toda a fé na humanidade e sentirá uma enorme pontada de tristeza. Mas com os cinco animes restantes, você irá se recuperar (pelo menos, espero). Brincadeiras à parte, Túmulo dos Vagalumes é um filme incrivelmente lindo e triste, então prepare muitos lencinhos e para uma depressão pós-filme daquelas!

"Por que os vagalumes têm que morrer tão cedo?"



6. Meu Vizinho Totoro (1988, de Hayao Miyazaki)


Satsuke e Mei são duas irmãs que adoram brincar. Elas acabaram de se mudar com seus pais e agora moram em uma casa no campo, e exploram uma floresta perto dali todos os dias. À medida que elas exploram mais e mais a floresta enquanto seus pais não estão em casa, as duas irmãs encontram e fazem amizade com espíritos brincalhões que lá habitam. E o mais notável entre os espíritos é Totoro, uma criatura gigante e peluda.

Depois do choque que é Túmulo dos Vagalumes, hora de restaurar a fé perdida e voltar a sorrir novamente com Meu Vizinho Totoro! Ele é um aclamado conto da Ghibli, sendo talvez, o anime mais voltado para o público infantil da produtora. Não o assisti durante minha infância (e me arrependo por isso, pois teria aproveitado o anime muito mais), mas é impossível, até mesmo para os mais velhos, não cair nas graças de Totoro e das duas irmãzinhas. Um anime leve e incrivelmente doce. Devido ao imenso sucesso, Totoro é utilizado até hoje como símbolo da Ghibli!

"Todo mundo, tente rir. Então, qualquer coisa que te dê medo vai embora!"


7. O Reino dos Gatos (2002, de Hiroyuki Morita)


Haru é uma estudante normal que enquanto voltava para sua casa após a aula, resgata um gato que estava prestes a ser atropelado por um caminhão no meio da rua. Ela descobre que o gato que resgatou, se chama Lune e que ele é um príncipe do Reino dos Gatos. Por gratidão, o pai de Lune pede que Haru se case com seu filho. Ela é então levada ao Reino, onde começa a desenvolver características felinas. Quando pede para ir embora e sua saída lhe é negada, Barão e Toto, duas estátuas que ganharam vida magicamente, tentam ajudar Haru para ganhar sua liberdade.

O Reino dos Gatos é um anime perfeito para quem ama o gênero e obviamente, gatos! Apesar de também ser da Studio Ghibli, não é tão conhecido como outros. No entanto, é tão bom quanto. Como é de praxe da Ghibli, um mundo utópico é inserido perfeitamente aqui, com todo o encanto e magia que apenas os animes nos proporcionam. Com uma trilha sonora maravilhosa, O Reino dos Gatos é um dos animes mais fofos da Studio Ghibli!

"Sempre acredite em você mesmo. Faça isso e não importa onde você esteja, você não terá nada a temer."


8. O Conto da Princesa Kaguya (2013, de Isao Takahata)


Baseado no conto popular japonês O Corte do Bambu, uma ninfa minúscula é encontrada dentro do talo de um bambu, e acaba crescendo e se tornando Kaguya, uma mulher muito bonita e desejável. Em todo seu crescimento, foi tratada como realeza, sendo pressionada a agir como tal. No entanto, Kaguya queria exatamente o contrário, nada de realeza, apenas morar sossegada no campo. Rodeada de pretendentes, Kaguya os ordena a completarem tarefas quase impossíveis para provar seu amor, no intuito de nunca se casar.

O anime mais novo aqui e altamente aclamado pela crítica. O Conta da Princesa Kaguya é um pouco diferente visualmente dos outros animes da Ghibli. É focados em cores pastéis e em um tracejado de desenho diferenciado, resultando em um visual lindo! E com o mesmo encanto que os restantes. O interessante desse anime é a forma como ele critica a busca por dinheiro e poder da sociedade (mesmo se baseando em um conto da cultura oriental), mostrando que felicidade está acima de qualquer realeza. Uma lição de vida!

"Eu nasci para viver! Assim como os pássaros e os animais."


9. Crianças Lobo (2012, de Mamoru Hosoda)


Hana é uma mulher normal, até que se apaixona perdidamente por um "lobisomem". Após se casarem, o casal tem dois filhos: uma menina, Yuki, e um menino, Ame. A família vivia entre as outras pessoas comuns escondendo as feições de lobo, até que um trágico acidente acontece e faz com que Hane cuide das "crianças lobo" sozinha. Após se mudar para o campo, longe da modernidade e das lembranças ruins, Hana e seus filhos têm aventuras na floresta e escola.

Provavelmente o anime menos conhecido dessa lista. Crianças Lobo é um anime encantador sobre família, autoconhecimento, destino e sonhos. É até surpreendente que não seja da Studio Ghibli, por ter exatamente as mesmas características que tornam a produtora tão especial. É impressionante como uma história, a princípio simples, pode ser tão poderosa e impactante. Crianças Lobo é um filme apaixonante que te faz sentir as mais diversas emoções. Merece ser visto e revisto mil vezes!

"Ele me disse para continuar sorrindo em momentos difíceis ou dolorosos, mesmo que eu não tivesse forças para isso. Porque eu provavelmente seria capaz de superá-los se eu fizesse."


10. Paprika (2006, de Satoshi Kon)


Atsuko Chiba é uma cientista durante o dia, mas à noite, é uma detetive de sonhos sob o pseudônimo "Paprika". Junto com seus colegas, Atsuko está trabalhando em um dispositivo chamado "DC Mini", com o objetivo de ajudar pacientes. No entanto, se tal dispositivo caísse em mãos erradas, ele poderia destruir as mentes das pessoas. Quando o "DC Mini" é roubado, Atsuko precisa recuperá-lo antes que seja tarde demais.

Se nessa lista não estivesse Perfect Blue, o prêmio de anime mais complexo, bizarro e cult iria para 'Paprika'. No entanto, não é tão pesado quanto. Enquanto um envolve distúrbios entre a fantasia e a realidade, o outro trata de manipulações dos sonhos e da mente. Seu conceito é muito parecido com o filme de Christopher Nolan, A Origem, lidando com a tênue linha entre o que é ou não um produto fabricado pela mente. Paprika é um excelente anime psicológico que deixa qualquer um vidrado em sua trama. Seu visual é estonteante, cheio de cores, e sua trilha sonora é única. Um anime bizarro ao seu próprio jeito, com um ar um pouco sombrio. Um excelente anime para quem quer uma boa aventura psicológica!

"... a internet e sonhos são semelhantes. São áreas onde a mente consciente reprimida escapa."



Claro que, por existir tantos animes maravilhosos, não foi possível incluir todos aqui. Então deixe seu comentário qual anime você acha que faltou e qual é seu favorito!

Tayná Garcia

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...