Crítica: Anjos da Noite - Guerras de Sangue (2016, de Anna Foerster)



Eis que chega às telas a quinta parte de Anjos da Noite, franquia que começou em 2003 e rendeu um dos melhores papéis de Kate Beckinsale no cinema: o da vampira Selene. Os dois primeiros filmes foram dirigidos por Len Wiseman (ex-marido de Kate), enquanto o terceiro filme ficou por conta de Patrick Tatopoulos - não incluindo com a participação de Selene - e o quarto foi comandado pelos suecos Björn Stein e Måns Mårlind. Entretanto, a pergunta que não quer calar é: será que ele ainda vale a pena?




A história parte novamente da narrativa de Selene, uma guerreira vampira que luta para acabar com a guerra eterna entre o clã Lycan de lobisomens sanguinários e a facção de vampiros que a traiu. Quando um novo levante parece tomar forma, ela irá utilizar sua influência e relacionamento com ambas as partes para negociar um cessar fogo. É relevante ressaltar que assim como todos os outros filmes, este aqui tem uma pequena explicação em seus créditos iniciais e diria que tal resumo foi até necessário, a fim de proporcionar uma breve noção à todos aqueles que não acompanham a saga desde o início. É normal também se certos questionamentos ocorrerem em relação às atitudes de novos personagens como Semira, interpretada por Lara Pulver e o de James Faulkner.






Partindo do ponto exato onde o último parou, a trama não enrola o espectador e logo mostra aquilo que mais queremos ver: ação, batalhas, tiros, explosões e sangue; é sobre isso que também realço: o gore. Ele está obviamente em menos quantidade comparado aos anteriores, mas ainda assim, não deixa de estar presente. Sei como pode parecer meio desnecessário, mas não se deixe enganar pela censura de 14 anos (visto que a censura dos 4 anteriores era 16), pois a violência era, é e sempre será parte do enredo. Um elemento essencial que envolve consigo outra questão: o CGI. No caso aqui, os efeitos especiais estão belíssimos; o aspecto físico dos Lycans na minha opinião está plausível. Merece meus parabéns a toda equipe pelo esforço em trazer ambos o visual e transformação das criaturas o menos amador possível. Afinal, o realismo é algo primordial hoje em dia, concordam?



Ademais, destaco a incrível direção de fotografia. Sem embargo do ambiente escuro (que ocupa 90% da película), a câmera cujos ângulos incluíram o bom e velho slow motion, foi cuidadosamente posicionada. Além disso, a qualidade artística do filme é um dos pontos fortes da franquia. Por mais que irreal, não deixa de impressionar o público; os takes capturados ao redor dos cenários dark e sem dúvidas algumas tiradas cômicas que ele arrisca dispor no fim das contas, não se aplicam; não adianta. Os personagens são deveras sérios, nenhum "brinca em serviço", digamos assim. Com relação às atuações: a diva Kate Beckinsale sempre arrasa na maior parte dos papéis que faz e aqui não poderia ser diferente: vemos uma boa parte do lado sentimental de Selene, uma vez após ter perdido tudo e todos, está com uma sede de vingança incontrolável. Já Theo James retorna com um David audaz e persuasivo; é incrível como o ator consegue ser carismático sem dar nenhum sorriso sequer. Parece que sua personalidade rígida é o que define sua originalidade, vide Divergente. O restante do elenco, como Charles Dance na pele de Thomas e Tobias Menzies encarnando o novo e sinistro inimigo Marius não decepciona tanto.





Embora repleto de elogios, o problema aqui é o seguinte: da metade ao término, tudo fica muito apressado; as coisas vão acontecendo tão rápido que não dá tempo de criarmos uma empatia com os heróis e/ ou vilões (varia de cada um). Aliás, no quesito 3D a projeção infelizmente não compensou, o que é uma pena. Sob outra perspectiva, tirando os detalhes mencionados acima, penso que existe uma "luz no fim do túnel" para os fãs da série e esta esperança me faz indica-lo a você, querido leitor e devoto, pois a sensação pode ser outra. Para quem desejar conferir um típico entretenimento de universo fabuloso, Anjos da Noite - Guerras de Sangue talvez seja uma boa pedida. Agora só resta saber se uma continuação será enfim conveniente!






Título Original: Underworld - Blood Wars

Direção: Anna Foerster

Elenco: Kate Beckinsale, Theo James, Charles Dance, Lara Pulver, Tobias Menzies, Alicia Vela-Bailey, Bradley James, Brian Caspe, Daisy Head, David Bowles, James Faulkner, Junes Zahdi, Oliver Stark, Peter Andersson, Trent Garrett.

Sinopse: O quinto filme da franquia 'Anjos da Noite' vai acompanhar uma nova geração de vampiros e lobisomens disposta a lutar até o fim a histórica batalha inter-racial de seres sobrenaturais.

Trailer:




Mais imagens do filme:












Curtiu? Não deixe de comentar abaixo!


Eduardo Ben

Sou um jovem que curte bastante cinema, inglês, ler e jogar de vez em quando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...