Crítica: How To Get Away With Murder - 3ª Temporada (2017, Bill D'Elia e Zetna Fuentes)

O terceiro ano da série já começou com um episódio bombástico, de fazer qualquer cardíaco passar mal. Imagine nós, fãs apaixonados que passamos a trabalhar como detetives tentando desvendar os segredos dessa série. Não foi fácil adivinhar entre os flashblacks e o dia a dia quem Shonda Rhimes matou dessa vez. Para quem não ligou o nome a pessoa, Shonda é a escritora dessa e de outras séries como Scandal e Grey's Anatomy. Matar personagem principal é com ela mesma. Mas essa temporada em especial foi a mais difícil em vários pontos, vem ler a crítica e fique por dentro dos acontecimentos sem spoilers!



Como eu estava dizendo, o primeiro episódio We're good people now nos dá uma ideia da trama, até porque um personagem principal morre em um incêndio criminoso na casa de Annalise (Viola Davis) justamente quando todos estão tentando voltar às suas vidas normais. Não sendo o bastante, Annalise vai presa e incriminada injustamente pela morte de Wes (Alfie Enoch) - aqui não é mais segredo. A partir disso, ela cai em uma profunda melancolia, praticamente aceitando seu destino, como se isso compensasse todo o mal que ela fez no passado. Porém, tem muito mais acontecendo aqui, pois Annalise gostava de Wes como um filho. Um filho que mais uma vez ela amou e morreu estando em seus cuidados. A culpa a transforma em uma mulher totalmente diferente daquela que conhecemos na primeira temporada. Sua força, sua determinação e vontade dão lugar ao seu lado mais frágil, chegando ao fundo do poço sem forças para lutar por si mesma.



O peso de todas as suas decisões e manipulações caiu sobre seus ombros como nunca antes. Pela primeira vez, ela está no lugar das pessoas que ela usou. Está sendo incriminada por algo que não fez. Vimos sua vida, ou o que sobrou dela, ruir. Sua carreira acaba e sua vida respeitável é destruída; o mundo a engole por completo. Diga-se de passagem, Viola sempre se entrega ao personagem de corpo e alma. Se destacando em muitas vezes dos demais atores. Alguém dê outro Oscar para essa mulher! Não que eu esteja criticando a atuação dos demais, porém Viola está em um momento incrível da carreira e merece todos os aplausos. 



Outros personagens tiveram mais destaque esse ano. Podemos ver Bonnie (Liza Weil) como advogada sem estar com Annalise, porém, por mais que ela tente, a sombra de Annalise sempre paira sobre suas decisões. Oliver (Conrad Ricamora) mais e mais envolvido na ilegalidade e nos segredos do grupo. Frank (Charlie Weber) tentando de todas as formas possíveis o perdão de Annalise, inclusive se incriminando pela morte de Wes, e não esqueçamos de Laurel (Karla Souza), que depois que engravidou e perdeu o ''amor de sua vida'', ficou insuportável. Acho que Shonda matou o personagem errado aqui. Outra coisa que ficou difícil de engolir foi esse romance arrebatador entre ela e Wes. Foi tudo muito rápido para ela simplesmente surtar em todos os quinze episódios. Também vemos antigos ressentimentos vindo a tona e amizades aparentemente perdidas, voltando para ajudar. Amigos se tornando inimigos e assim por diante. 



Mas aos poucos a determinação de Annalise vai voltando e dando forma novamente aquela mulher que conhecemos. Conforme os episódios passam e os flashbacks ficam mais próximos do final, começamos a duvidar de tudo e todos até que finalmente descobrimos quem está por trás da conspiração e acredite, não é quem você estava pensando.

Apesar de ter mantido o nível, a série deu uma decaída, talvez pelas mortes e pelos crimes estarem virando rotina, talvez pela própria culpa dos personagens. Talvez essa temporada tenha sido um banho de água fria justamente para nos sentirmos como todos. Frustrados e cansados. Mostrando mais a fundo o que cada um sente. Mas não nego que o final foi de cair o queixo e o gancho para a próxima temporada promete. Meu conselho final: assistam!



Título Original: How To Get Away With Murder

Direção: Bill D'Elia e Zetna Fuentes

Elenco: Viola Davis, Jack Falahee, Alfie Enoch, Charlie Weber, Karla Souza, Aja Naomi King, Matt McGorry, Liza Weil, Billy Brown.

Sinopse: Com um assassinato sem solução e um paradeiro desconhecido, os Keating 5 têm dificuldade em seguir com suas vidas à medida em que entram no segundo ano da faculdade de direito. Enquanto isso, a reputação de Annalise na Universidade Middleton está manchada, então ela cria uma clínica de direito penal onde os alunos devem competir para conseguir seus próprias casos pro bono. Annalise também lida com uma decisão envolvendo Frank que pode mudar tudo.


Trailer: 


Gostou? Comente! Compartilhe ;)

Natália Vieira

Gosto de filmes e sou viciada em séries e música boa. Não tem muito o que dizer depois disso.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...