Prison Break está de volta! Primeiras impressões da 5ª Temporada

Se você também assistiu as temporadas anteriores, saiba que estamos ficando velhos! A quinta temporada da série volta após 7 anos da suposta morte de Michael Scofield (Wentworth Miller), e aparentemente não mudou muita coisa, mas foi só o primeiro episódio, então vamos dar uma chance. Vem ler sobre e fique atento, lembrando que tem todos os spoilers!



Nostalgia é um termo que descreve uma sensação de saudade idealizada, gostaria de usar essa palavra aqui, mas não vai dar. Tudo o que esse episódio fez foi enrolar o expectador com assuntos avulsos e sem ligação. Claro, os personagens que nós conhecemos e aprendemos a gostar voltaram, T-Bag, Sucre, C-Note e Sara. Todos sem muita profundidade na história ainda. 

T-Bag finalmente é solto da prisão e recebe uma encomenda estranha. Nada mais nada menos que a foto do nem tanto falecido Michael. Quase que instantaneamente ele vai visitar Lincoln, que, ao que pudemos ver, voltou aos antigos hábitos ilegais (cuidado, agora não tem ninguém para te tirar da cadeia.) A foto vira uma obsessão para ele, que vai procurar Sara (Sarah Wayne Callies), que agora está casada e seguindo a vida. Ela prefere não acreditar em nada daquilo, até que os dois são surpreendidos em uma emboscada. 

Lincoln vai atrás de um velho conhecido, Benjamin Milles 'C-Note' Franklin (Rockmond Dunbar), que deixou seu tempo de bandido para trás e agora se tornou um religioso muçulmano, trabalhando para ajudar a sociedade. A partir da foto, eles descobrem que ela foi tirada no Oriente Médio e então eles partem para lá. 

Bom, até aqui, o episódio foi isso. Conversa em cima de conversa, com fatos sem nexo e sem muitas ligações. Monótono. Claro que era preciso dar uma introdução para os personagens, mas acho que foi mal desenvolvido essa parte. A única coisa que fez sentido no episódio é, quem ajudou T-Bag tem a ver a prisão de Michael. Mais uma vez eles estão com a premissa de alguém preso, que, deve de alguma forma ser solto. Nos primórdios, já estivemos presos em Fox River, onde Michael salvou Lincoln. Depois eles foram presos em Sona e depois Sara é presa. Agora Michael, de novo, está atrás das grades. Curioso que encontraram lugares novos para ele fazer tatuagens. 

Brincadeiras a parte, o episódio deixou a desejar na dinâmica e desenvolvimento. A qualidade das cenas parece que saiu de uma temporada a quase 10 anos atrás. A invariabilidade da história é algo a se mudar urgentemente no roteiro. É indiscutível a simpatia pelo ator Wentworth, que sempre levava a história nas costas e aqui não parece que vai ser diferente, então fica aquela questão: era realmente necessário voltar?

Trailer:



Natália Vieira

Gosto de filmes e sou viciada em séries e música boa. Não tem muito o que dizer depois disso.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente sobre o filme ou o blog. Pergunte, reclame ou elogie.

Obrigado...